Semana do Mar e do Pescador 2019

Publicidade

A quarta edição do evento, organizado pela Câmara Municipal de Setúbal, pela União das Freguesias de Setúbal e pelas juntas de freguesia de São Sebastião e de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra para assinalar o Dia Nacional do Pescador, “tem um programa mais vasto, com mais dias, mais iniciativas e mais organizadores e entidades parceiras”, sublinhou esta tarde o vice-presidente Manuel Pisco na apresentação do certame, na Casa da Baía.

Exposições, conferências, oficinas ambientais, passeios fluviais, formação, espectáculos musicais e mostra de tradições marítimas integram o programa da Semana do Mar e do Pescador 2019, que “aprofunda a dimensão económica do certame e projeta a economia do mar no futuro” a partir do território de Setúbal, quer no contexto da pesca tradicional, quer na inclusão da aquacultura no Sado, em especial da ostricultura.

A ligação de Setúbal ao mar e aos pescadores justificam, segundo o autarca, o maior número de iniciativas na edição deste ano, num total de 67 em onze dias, que tornam mais visível a economia e a vida do mar no concelho.

“Setúbal, como cidade do mar e do rio azul, tem o dever de dar visibilidade às atividades relacionadas com a economia do mar. Por isso, temos um enorme orgulho na apresentação deste certame.”

À União das Freguesias de Setúbal, que, nos últimos quatro anos organizou a Semana do Mar e do Pescador em parceria com a Câmara Municipal, juntam-se, em 2019, as juntas de freguesia de São Sebastião e de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra.

“Com estes dois parceiros de peso atingimos a expressão máxima deste projeto”, sublinhou o presidente da União das Freguesias de Setúbal, Rui Canas.

Para o presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, esta parceria a quatro “cumpre o objetivo de juntar autarquias com importantes comunidades piscatórias no concelho” na organização de um evento com um “programa muito eclético com atividades de cariz económico, ambiental, educativo, cultural e de lazer”.

A componente educativa é, para o presidente da Junta de Freguesia de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra, José Belchior, um dos destaques do certame, uma vez que “é de extrema importância incutir o espírito das tradições marítimas na juventude”

O programa da Semana do Mar e do Pescador 2019, inserido no projecto Setúbal Terra de Peixe, tem início quinta-feira, dia 23, às 14h30, na Casa da Baía, com a conferência “Produção e Crescimento da Ostra em Setúbal” dinamizada por Ricardo Salgado, professor da Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Setúbal.

De 24 de maio a 2 de Junho, das 07h00 às 13h00, está patente no Mercado do Rio Azul a exposição fotográfica “Gentes do Mar”, com inauguração às 10h30.

No Parque Urbano de Albarquel, é possível visitar de 25 de maio a 2 de Junho, das 09h00 às 23h00, a Mostra de Tradições Marítimas, dedicada a exposições de canas artísticas, apetrechos de pesca, trabalhos das ecoescolas, artesanato do mar e artefactos relacionados com os círios marítimos.

A mostra contempla oficinas ambientais e oficinas das tradições marítimas, destinadas aos mais pequenos, a decorrer a bordo da embarcação Maravilha do Sado e no Parque Urbano de Albarquel, entre os dias 27 e 31 de maio, às 10h00 e às 14h00.

Também destinados ao público infantil realizam-se os ateliers “Azular o Fundo do Mar”, nos dias 26 e 1, às 17h00, no Parque Urbano de Albarquel, com leitura dramatizada e movimento expressivo, dinamizados pela escritora e contadora de histórias Paula Farinhas.

A mostra Petiscos com Sabor a Mar, sobre gastronomia sadina confeccionada por pescadores, decorre também no Parque Urbano de Albarquel, nos mesmos dias, mas entre as 11h00 e as 24h00. Animação musical preenche a programação cultural, de 25 de maio a 1 de junho, a partir das 20h00.

A Mostra de Tradições Marítimas e a mostra Petiscos com Sabor a Mar têm inauguração prevista para as 17h00, altura em que é inaugurada, no mesmo local, a exposição “Pesca com Arte”, de canas de pesca artística produzidas por Nuno Paulino.

Segue-se, às 18h00, uma degustação de ostras do Sado dinamizada pela Exporsado, que se repete no domingo, 26, e nos dias 31 e 1 de junho.

O programa da Semana do Mar e do Pescador 2019 contempla, igualmente, quatro acções de sensibilização sobre o consumo do pescado a realizar nos mercados 2 de Abril, do Livramento, da Conceição e do Rio Azul, nos dias 24, 25 e 31 de maio e a 1 de junho, respetivamente, entre as 09h00 e as 12h30.

No fim de semana de 25 e 26 de maio, às 10h00 e às 14h00, realizam-se quatro passeios fluviais na embarcação “Maravilha do Sado”, com partida do molhe exterior da Doca dos Pescadores. As inscrições devem ser feitas, para dia 25, na Junta de Freguesia de São Sebastião e, para dia 26, na União das Freguesias de Setúbal.

No dia 26, às 08h00, na Igreja de São Sebastião, celebra-se a Missa de Homenagem aos Pescadores, organizada em parceria com a Associação Família do Mar.

No dia seguinte, segunda-feira, 27, às 20h30, realiza-se um workshop sobre recuperação e salvamento no mar com helicóptero, dinamizado pelo FOR-MAR, no auditório do NNIES – Ninho de Novas Iniciativas Empresariais, no primeiro piso do Mercado do Livramento.

No dia 28, às 10h00, no mesmo local, a Associação Portuguesa de Aquacultores associa-se à Câmara Municipal de Setúbal para promover uma sessão de esclarecimento sobre “Oportunidades e desafios para o desenvolvimento da produção de ostras no Estuário do Sado”.

A 29 de maio, com início às 10h30, o Mercado do Livramento acolhe uma aula de culinária ao vivo, com cavala e carapau, numa ação de promoção do pescado nacional, em parceria com a Docapesca.

As inscrições, gratuitas, devem ser feitas através do correio electrónico gae@mun-setubal.pt ou do telefone 265 545 390.

No dia seguinte, às 15h00, realiza-se uma sessão de esclarecimento sobre a “Evolução tecnológica e o desenvolvimento sustentável da economia do mar”, no auditório da Escola Superior de Ciências Empresariais do IPS.

A 31, Dia Nacional do Pescador, às 10h30, no Cemitério de Nossa Senhora da Piedade, realiza-se a cerimónia de deposição de flores no Memorial aos Pescadores Setubalenses Desaparecidos.

O programa neste dia contempla igualmente, às 10h00, uma visita de alunos de escolas do concelho à lota para assistirem à simulação de um leilão de pescado tradicional e electrónico, numa colaboração com a Docapesca, e, às 17h00, uma sessão de diagnóstico de necessidades formativas sobre a Economia do Mar, no Parque Urbano de Albarquel, em parceria com o FOR-MAR.

No dia 1 de Junho, às 12h00, um almoço-comemorativo do Dia do Pescador reúne a comunidade piscatória de Gâmbia em Pontal de Musgos.

No último dia do programa, 2 de Junho, às 10h00, o Parque Urbano da Albarquel é palco de uma corrida de botes a remos, a que se segue, duas horas depois, e a encerrar a Semana do Mar e do Pescador, um almoço-convívio comemorativo do Dia do Pescador com animação musical a cargo do conjunto típico “Os Alcorrazes”.

A Semana do Mar e do Pescador 2019 tem como mecenas a Exporsado – Comércio e Indústria de Produtos do Mar, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e a Mútua dos Pescadores.

Além da Docapesca, do FOR-MAR, da Associação Família do Mar, da Associação Portuguesa de Aquacultores, da Comunidade Piscatória de Gâmbia e do Instituto Politécnico de Setúbal, o evento conta com as parcerias da Associação Setúbal Pesca, da Associação Azul Bissexto, da SESIBAL, da Eco-Oil e das comissões das Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia, do Círio de Nossa Senhora da Arrábida e do Círio do Senhor do Bonfim.