Castelo Evoramonte

Fotografia: Município de Evoramonte
Publicidade

O Castelo de Evoramonte surge no cimo de uma colina com mais de 400 metros de altura, como uma jóia a coroar um território de paisagens deslumbrantes.

A fortificação de arquitectura quadrangular com torres cilíndricas que actualmente existe data do século XVI e a sua edificação teve como responsável D. Manuel I. Possui quatro portas principais: a Porta do Freixo, Porta do Sol e as Portas de S.Brás e S.Sebastião que partilham o nome, com as ermidas localizadas junto ao castelo, dedicadas aos mesmos santos.

Os primeiros Duques de Bragança, D. Teodósio e D. Jaime, mandaram edificar a estrutura central conhecida por Torre de Évora, no início do século XVI. Esta bela estrutura da autoria dos irmãos Arrudas, é considerada por alguns historiadores como uma mostra do poderio da Casa de Bragança à época.

Para além de toda a beleza envolvente, aqui foi assinado o célebre Tratado de Evoramonte. O documento assinado em 26 de maio de 1834 pôs fim à única guerra civil que existiu em Portugal, fruto de uma disputa entre D. Miguel I e D.Pedro IV,  que culminou com a rendição do primeiro e consagração de D.Pedro IV como rei.

Devido à sua beleza ou pela história que encerra, o Castelo de Evoramonte é um local merecedor de atenção. Esta fortificação encontra-se em bom estado de conservação e foi elevada a Monumento Nacional em 1910.

Leia mais em: https://descla.pt/?p=117110