8.º Amadora Fado Filipa Cardoso, Sara Correia e Pedro Moutinho Recreios da Amadora

Publicidade

O 8.º Amadora Fado decorre entre os dias 10 e 12 de Outubro, nos Recreios da Amadora, e conta com três nomes de fadistas consagrados que certamente farão deste encontro dedicado ao Fado, um já habitual sucesso.

Filipa Cardoso (10 out, às 15h30), Sara Correia (11 out, às 21h30) e Pedro Moutinho são as apostas do 8.º Amadora Fado deste ano.

10 Outubro (Quinta-feira) | 15h30

Filipa Cardoso
Filipa Cardoso está já em estúdio a preparar o seu novo álbum, que irá estrear em breve, com produção de Ângelo Freire, reputadíssimo músico e virtuoso da guitarra portuguesa, actualmente a tocar com Ana Moura. Um novo trabalho, onde aquela que foi apelidada pela crítica especializada como um “vendaval do fado” mostra a sua raça de fadista e capacidade que arrebata multidões.
Ao longo destes anos, Filipa foi coleccionando elogios e excelentes críticas, fruto de presença assídua tanto nos palcos nacionais como internacionais (Brasil, Angola, Alemanha, Áustria, Bélgica, EUA), dos seus dotes vocais, da sua alma lusitana, da sua raça e da sua eterna fidelidade ao Fado.
No passado mês de Abril, a fadista apresentou alguns dos seus novos temas no Teatro S. Luiz, em Lisboa, onde arrancou sorrisos, palmas e lágrimas do público!
Actualmente, Filipa Cardoso encontra-se a interpretar o papel de “Severa” no musical de Filipe La Feria, que já arrecadou as melhores críticas!
M/6 | 7€ | – Desconto 50% para portadores do Cartão 65+ e Cartão Jovem Municipal

11 Outubro (sexta-feira) | 21h30

Sara Correia

Desde muito cedo que Sara Correia é presença habitual nas melhores casas de fado da cidade. E, por isso, canta com a propriedade e força de quem cresceu no fado. Vive o fado desde criança. O facto de ter crescido numa família fadista ajudou a que desde cedo vivesse rodeada de música e de músicos e a viver essa vida de uma forma bastante natural.
Aliás, para si a experiência da casa de fados é fundamental. “Pisar casas de fado é muito importante, obrigatória, a meu ver. É onde se ganha a mão do canto, onde ganhamos a nossa identidade, a encarar as noites após noites a cantar como a coisa mais séria da nossa vida. Todas as grandes fadistas de hoje e de sempre tiveram a casa de fados como raiz”.
Cresceu e aprendeu a ouvir Amália Rodrigues, “fadista inteira” que tanto a inspirou no caminho que traçou até hoje, em todas as suas vertentes, mas Sara Correia tem também como referências outras grandes vozes, como Fernanda Maria, Beatriz da Conceição e Hermínia Silva.
Lançou em Outubro de 2018, o seu muito aguardado álbum de estúdio, um projecto criado em parceria com o produtor Diogo Clemente. Participaram ainda músicos como Ângelo Freire – “que é sem dúvida um génio da guitarra portuguesa desta geração” –, o mestre Marino de Freitas no baixo, Vicky Marques nas percussões e Ruben Alves no piano.
O amor, a tristeza, a saudade, a alegria, a cidade de Lisboa, a nossa portugalidade, todas estas histórias intensas são cantadas e contadas da forma sincera e fadista que caracteriza o canto de Sara Correia.
Para o futuro espera continuar a fazer aquilo que mais gosta: cantar e partilhar isso com o mundo.
M/6 | 10€ – Desconto 50% para portadores do Cartão 65+ e Cartão Jovem Municipal

12 Outubro (sábado) | 21h30

Pedro Moutinho

A 15 de Março de 2019, Pedro Moutinho editou “Um Fado ao Contrário”, aquele que é o 6.º álbum de um percurso artístico consolidado e que fala por si. Quando em 2003 recebeu o “Prémio Revelação” da Casa da Imprensa com o seu álbum “Primeiro Fado”, e passados três anos viu “Encontro” (o seu segundo trabalho) a ser galardoado com o Prémio Amália na categoria de melhor disco, o fadista provava que, apesar de partilhar o talento da sua linhagem, tinha pela frente um caminho que era só seu.
CONTINUAÇÃO
Página 3 de 3
Irmão de Camané e Hélder Moutinho, está-lhe no sangue a paixão pelo Fado, que canta desde os onze anos; o rigor na interpretação; a alma e a entrega permanentes. Mas a sensibilidade que as suas gravações revelam, essa, é só sua. E, sem pressas, com confiança, a sua voz e a sua intensidade abriram-lhe há muito espaço próprio, e bem merecido, no panorama actual do Fado.
“Um Fado ao Contrário”, disco com produção de Filipe Raposo, conta com fados clássicos e novos temas criados para a sua voz por compositores e/ou poetas como Amélia Muge, Maria do Rosário Pedreira, Márcia, Manuela de Freitas ou Pedro de Castro.

Entre o seu primeiro registo discográfico e este, já se passaram mais de 15 anos de uma carreira vivida intensamente com espectáculos por todo o país e também por todo o mundo, num percurso ímpar que transformou Pedro Moutinho num dos grandes fadistas da actualidade.
M/6 | 10€ – Desconto 50% para portadores do Cartão 65+ e Cartão Jovem Municipal