Fu Yu, Apolónia e Freitas garantem presença olímpica

O grande destaque da prova de Halmstad, na Suécia, é o apuramento da mesatenista luso-chinesa. Portugal soma agora 59 atletas qualificados para os Jogos Olímpicos

Fotografia: Comité Olímpico de Portugal
Publicidade

Portugal assegurou esta quinta-feira três vagas nos torneios de singulares de ténis de mesa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, através de Fu Yu, em femininos, e Marcos Freitas e Tiago Apolónia, em masculinos. No torneio de qualificação olímpica europeia, que está a decorrer em Halmstad, na Suécia, o grande destaque foi a qualificação de Fu Yu, mesatenista luso-chinesa, já que tanto Freitas como Apolónia tinham o lugar garantido, em função das posições que ocupam no ranking.

Fu Yu esteve imparável, derrotando por 4-0 a croata Ivana Tubikanec e, pelo mesmo resultado, a polaca Natalia Partyka, até impor um 4-1 à romena Daniela Monteiro Dodean, esposa do internacional português João Monteiro, ausente por lesão e substituído por Geraldo.

O mesatenista, que agarrou muito bem a vaga aberta pela ausência de Monteiro, venceu um adversário grego e um esloveno, mas acabou por cair frente ao croata Bojan Tokic, por 4-1. Jeni Shao ainda ganhou um jogo, a uma jogadora croata, para depois perder com a alemã Han Ying, por 4-1.

Marcos Freitas, o melhor português, ganhou ao checo Dimitri Prokopcov (4-2), ao romeno Ovidiu Ionescu (4-3) e ao turco Li Ahmet (4-1), assegurando aqui o apuramento para os Jogos Olímpicos. Mais difícil foi a caminhada de Tiago Apolónia, que superou o ucraniano Gregory Menge (4-0), o croata Ruiwu Tam (4-3) e ainda o inglês Liam Pitchford (4-3).

Portugal vai ter ainda um terceiro mesatenista masculino nos Jogos Olímpicos, João Monteiro, graças ao posto que a seleção ocupa no top mundial (5º), embora esse elemento não possa ser contabilizado até à data do fecho dos rankings da Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF).  Em femininos, Shao Jieni também ainda sonha com o apuramento, precisando de somar pontos nos torneios internacionais que faltam até à data de fecho do mesmo ranking.

O apuramento de Marcos Freitas, João Apolónia e Fu Yu aumentou para 59 o número de atletas portugueses qualificados para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que se realizam entre 5 e 21 de agosto. Destes, 18 vão disputar o torneio de futebol e outros tantos vão competir no atletismo, – Marta Onofre, no salto com vara, e Irina Rodrigues, no lançamento do disco, foram as últimas a garantir o apuramento.

Entre os atletas com mínimos estão ainda Ana Cabecinha (20 km marcha), Dulce Félix (maratona e 10.000 m), Filomena Costa (maratona), Inês Henriques (20 km marcha), João Vieira (20 km marcha e 50 km marcha), Miguel Carvalho (50 km marcha), Nélson Évora (triplo salto), Susana Costa (triplo salto), Patrícia Mamona (triplo salto), Pedro Isidro (50 km marcha), Rui Pedro Silva (maratona), Sara Moreira (10.000 m e maratona), Sérgio Vieira (20 km marcha), Susana Feitor (20 km marcha), Vanessa Fernandes (maratona), Vera Santos (20 km marcha), Tsanko Arnaudov (lançamento do peso) e Yazaldes Nascimento (100 m) e Daniela Cardoso (20 km marcha) têm mínimos.

Embora sejam 21 os atletas com mínimos, apenas 18 vão estar no Rio2016, já que existem cinco atletas com mínimos na prova de 20 km marcha e outras quatro na maratona, disciplinas cuja quota por nação é limitada a três presenças.

Também a cavaleira Luciana Diniz garantiu uma quota para Portugal na disciplina de saltos de obstáculos. A missão lusa tem ainda asseguradas presenças no taekwondo, com Rui Bragança, em -58 kg, e no tiro, com uma vaga para as provas de pistola de ar comprimido 10 m e pistola 50 metros conquistada pelo experiente João Costa.

Portugal assegurou seis vagas na canoagem e duas na natação, graças aos mínimos de Alexis Santos e Diogo Carvalho, ambos nos 200 metros estilos. No ciclismo de estrada estão confirmadas quatro presenças lusas, mais uma do que em 2012, sendo que um destes quatro atletas vai competir também no contrarrelógio. Na vela, a frota portuguesa vai ser composta por Sara Carmo (Laser Radial), Gustavo Lima (Laser), João Rodrigues (RS:X) e a dupla Jorge Lima/José Costa (49er).