Estudo avalia os efeitos da pandemia na percepção de segurança dos portugueses

Estudo avalia os efeitos da pandemia na percepção de segurança  dos portugueses

Um estudo conjunto, realizado entre o Instituto Politécnico de Viseu (IPV) e a Universidade de Coimbra (UC), permitiu avaliar os efeitos provocados pelo COVID-19, na percepção de segurança e planos de viagem e turismo dos portugueses. 

A equipa, formada por Carla Silva, José Luís Abrantes, Manuel Reis e Odete Paiva (IPV) e Cláudia Seabra (UC), recolheu e analisou dados reunidos ao longo de três meses (2 de fevereiro a 2 de maio de 2020), com questionários online. Para além disso, é o primeiro estudo a analisar os efeitos da atual pandemia na percepção de segurança para viajar no país e no estrangeiro, bem como a prática de actividades de lazer e turismo. 

Segundo os autores, os resultados encontrados “mostram que a atual pandemia tem um impacto significativo na percepção de segurança dos portugueses para viajar no país e no estrangeiro”, sendo que “As gerações mais velhas são as que mostram mais receios”. 

No que toca às restrições e medidas de segurança implementadas pelo governo, os autores afirmam que “os portugueses aceitam as medidas impostas (...) contudo, não concordam com medidas mais impositivas”.

Este estudo, que ainda está a decorrer, vai permitir apurar os impactos do COVID-19 em Portugal e noutras regiões do mundo. O questionário está disponível em 21 línguas e já foram obtidas respostas de residentes em 74 países nos cinco continentes.