Programação de eventos em Lagos - Julho

Programação de eventos em Lagos - Julho
Foto: DR

EVENTOS EM LAGOS | JULHO 2024

  

ANIMAÇÃO DE RUA 2024

5 de Julho a 12 de Setembro | 21h00

Local: Praça do Infante

Org.: JF de S. Gonçalo

Class. etária: M6

 

Entrada livre

 

A Praça do Infante volta a encher-se de música com o regresso da “Animação de Rua”. Vários artistas irão animar as noites do verão lacobrigense, nomeadamente André Gonçalves (5/07), Filomena Batista (12/07), Paulo das Vacas (19/07), Fábio Muchacho (2/08), Eurico & Cristina (9/08), Carlos Agapito (15/08), Humberto Silva (23/08), Ricardo Glória (30/08) e Cláudio Rosário (5/09) A 12 de Setembro a festa será ainda maior, num espetáculo com todos os artistas que passaram por este palco.

 

NOITE DE JAZZ – CONCERTOS E JAM SESSIONS, pela Orquestra Ligeira de Lagos

 

20 de julho | 21h00

Local: Clube Artístico Lacobrigense

Org.: OLL com o apoio do CAL

Class. etária: M6 Reservas através do email concerto.oll@gmail.com

 

REVISTA À PORTUGUESA “IMPOSTOS! O QUE LHÃO DE FAZER?”, pelo Boa Esperança

 

9 e 10 de Julho | 21h30

Local: Centro Cultural de Lagos – Auditório Duval Pestana

Org.: Boa Esperança Atlético Clube Portimonense

Class. etária: M14

Bilhetes à venda na receção do CCL

 

Em 2024, o riso é garantido! Esta tradição com mais de 60 anos tem crescido e evoluído ao longo de décadas, transformando uma comédia local, inicialmente intitulada Revista de Carnaval, num grande espectáculo de sucesso nacional.

 

Este ano, numa abertura sublime, apresentamos “Se a tua vida fosse um Teatro”, com magia, luz e cor, onde Carlos Pacheco nos mostra o que é ser actor. Em “Queres greve vai ao hospital”, Olga e Aníbal, um casal bem conhecido, vão ter uma experiência única e fora do normal. No “Jardim Paraíso” as surpresas são uma constante. Com uma Ministra que anda sempre à socapa, passando tudo a pente fino, nem o cemitério lhe escapa. Na “Operação Anti Riso” mais um imposto vai nascer - é o estado da nação. Num programa inspirado, nem sequer faltam super-heróis para armar confusão. Em “Galeria d’Arte” o assalto é impossível, com um polícia sempre alerta, deixando as estátuas de boca aberta. “Restaurante Chinês” é o local ideal para se ouvir cantar o fado. É chique e está na moda e já existe em qualquer lado, com ementa sempre a teu gosto e pratos de encantar, na galinha com amêndoas ainda ouves o gato a miar. “Com alma de artista” o Boa Esperança agradece os risos e aplausos que motiva e enaltece. Este é o final desta tradição que já é património nacional.

 

Com textos e letras originais de Carlos Pacheco, esta revista com crítica política e social bem-humorada será retratada em palco por Carlos Pacheco, Telma Brazona, Flávio Vicente, Soraia Correia, Isa de Brito, Lurdes Carriçal, Filipa Goulart, Catarina Duarte, Mariana Jobling, Maria Martins, Jenifer Novais e Rita Ferreira.

 

CAMPUS LAGOS ANDEBOL ADM+ 2024

 

10 a 31 de Julho | 18h00

Local: Pavilhão da Esc. Sec. Júlio Dantas

Org.: Andebol Clube Costa Doiro

 

Entrada livre

 

LAGOS FOOD FEST

 

11 a 14 de Julho | 12h00-24h00

Local: Praça do Infante e Jardim da Constituição

Org.: Travia Wine & Food com o apoio da CM Lagos

 

Entrada livre

 

A “street food” é um conceito que está cada vez mais em voga e em desenvolvimento em muitos países europeus. Em grandes cidades mundiais, estes festivais já são eventos de referência e vão ganhando cada vez mais notoriedade e adeptos, não só de clientes, mas também de empreendedores visionários com ideias originais. O “Lagos Food Fest” irá reunir alguns dos mais originais “food trucks” nacionais, de forma a apresentar a visitantes o que melhor se faz neste país ao nível da “street food”, acompanhados por muita animação e espetáculos musicais.

 

XXXIII REGATA DOS PORTOS DOS DESCOBRIMENTOS | LAGOS-PALOS DE LA FRONTERA

 

12 a 14 de Julho | 17h00

Local: Baía de Lagos

Org.: Clube de Vela de Lagos

 

Esta emblemática regata resulta do Ato de Geminação de Lagos com Palos de La Frontera (Espanha), ocorrido em 27 de Outubro (Dia do Município de Lagos) de 1992, celebrando este desporto náutico nas costas das duas cidades tão ligadas ao período dos Descobrimentos.

 

12 de Julho | 17h00 | Baía de Lagos | Prólogo da Regata

13 de Julho | 11h00 | Baía de Lagos | Largada para a Regata Costeira

14 de Julho | 16h00 | Puerto Desportivo de Mazagón, Palos de La Frontera | Chegada da Regata Costeira

 

CONCERTOS DE VERÃO – MUSICAL PIANO JOURNEY

 

12 de Julho | 21h30

Local: Antigo Ciclo Preparatório

Org.: CM Lagos

Duração: 60m

Class. etária: M6

 

Bilhete: 5 € (8 € pacote com o concerto de 13 de Julho) | À venda na receção do CCL ou através da BOL

 

Quatro famosos pianistas encontrar-se-ão em Lagos para apresentar a sua colaboração criativa com uma viagem de concertos a vários países. A sua atuação incluirá música para dois pianos (4 e 8 mãos) de compositores de Itália, França, Rússia, Grã-Bretanha, Espanha, EUA e Portugal. O programa culmina com os sons do coro final da Sinfonia n.º 9 de Beethoven “Be embraced, all ye millions!”, arranjado para 2 pianos a 8 mãos. Neste grande espetáculo poderão ser ouvidos arranjos do compositor português Joly Braga Santos, cujo centenário é celebrado este ano em todo o país.

 

PIANISTAS:

 

Lukas Geniušas (Lituânia)

Alexei Kurbatov (Montenegro)

Pedro Emanuel Pereira (Portugal)

Rem Urasin (Russia/Portugal)

 

ALINHAMENTO:

 

- Gioachino Rossini - Allegro vivace da Abertura da ópera "Guillaume Tell"

Transcription for 2 pianos 8 hands por Rem Urasin

- Alexander Borodin - As Danças Polovtsianas da ópera "Príncipe Igor"

Transcrição para 2 pianos, 4 mãos por Rem Urasin

- George Gershwin - Cuban Ouverture

Transcrição para 2 pianos, 4 mãos

- Gabriel Faure – Pavane

Transcrição para 2 pianos, 4 mãos de Rem Urasin

- Joly Braga Santos

Transcrição para 2 pianos, 4 mãos por Rem Urasin

- Manuel de Falla - Dança Espanhola da ópera "La Vida Breve"

Transcrição para 2 pianos, 4 mãos

- Aram Khachaturian. - Dança do Sabre do bailado "Gayane"

Transcrição para 2 pianos a 8 mãos

-Sir Edward Elgar - Pomp and Circumstance March No.1.

Transcrição para 2 pianos, 8 mãos por Alexei Kurbatov

- Ludwig van Beethoven - O refrão final da 9.ª Sinfonia.

Transcrição para 2 pianos, 8 mãos por Alexei Kurbatov

 

LAGO DOS CISNES REVISITADO, pela Academia de Ballet Dança & Arte SR

 

12 de Julho | 19h30

 

13 de Julho | 14h30 e 19h30

Local: Centro Cultural de Lagos – Auditório Duval Pestana

Org.: Academia de Ballet Dança & Arte Sofia Rodrigues

Duração: 120m

Class. etária: M6

 

Bilhetes à venda na receção do CCL

 

Espectáculo de final de ano letivo dos alunos da associação, onde se irá revisitar o famoso bailado "O Lago dos Cisnes" de uma forma surpreendente.

 

CONTOS, HISTÓRIAS E OUTROS TEXTOS DA VIDA NORMAL, com Jorge Serafim

 

12 de Julho | 21h30

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos

Duração: 90m

Class. etária: M6

 

Entrada livre

 

Contamos contos para identificar o universo que nos rodeia e o mundo que nos habita. Interiormente, é a linguagem que nos identifica perante o outro. A palavra surge. O início da humanidade é o início da palavra. Narramos e lemos porque as faces da vida afinal são apenas uma. Do mesmo acontecimento saltam lágrimas e gargalhadas, dores e alegrias. Contos, histórias de vida, episódios caricatos e rocambolescos, poemas e outros textos proseados, são o tempo da palavra demorada. Tempo onde escutar e falar é o entrelaçar dos sentidos no sentido da vida. Era uma vez…

 

BIOGRAFIA:

Jorge Serafim é contador de histórias, escritor, humorista e artista plástico. Natural de Beja, foi funcionário da Biblioteca Municipal de Beja durante 12 anos no sector infantojuvenil, desenvolvendo funções na área da narração oral e na da mediação do livro e da leitura. Como narrador de contos tradicionais e promotor do livro e da leitura, atividade que vem exercendo já lá vão aproximadamente 25 anos, destaca as inúmeras escolas, bibliotecas públicas e municipais, prisões, centros de dia, festivais de teatro, feiras do livro, centros culturais, que vem percorrendo de norte a sul do País e no estrangeiro levando a arte milenar da palavra nua e crua e ao mesmo tempo imaginária deliciosa e doce a quem a queira ouvir. A salientar também as oficinas de mediação de narração oral e mediação de leitura que tem efetuado para as Associações de Pais, Professores e educadores e seminários subordinados à mediação de leitura. É membro do grupo musical “Tais Quais”, conjuntamente com grandes nomes da música portuguesa: Tim, João Gil, Vitorino, Vicente Palma, Paulo Ribeiro, Celina da Piedade, Sebastião Santos. Autor e ilustrador de livros de vários géneros: romance, poesia, crónica e infantil. Artista plástico com várias exposições de ilustração feitas em várias bibliotecas, galerias e centros culturais do País. Como humorista/Stand Up Comedian, tornou-se conhecido do grande público devido à sua participação regular em programas de televisão.

 

PROJETO VAGA | ECOS DE IMPERMANÊNCIA – ESCULTURA PARTICIPATIVA

 

13 de Julho | 14h30

Local: Centro Cultural de Lagos

Org: CM Lagos Entrada livre mediante inscrição através do email ccl.educativo@cm-lagos.pt

 

Somos todos convidados a contribuir com objetos ou artefactos que representam o nosso património cultural e/ou identidade, a partir de objetos nossos, encontrados ou criados para o efeito, como roupas, materiais variados, livros, acessórios, entre outros, para criação de uma peça de land art. A escultura participativa na rua é projetada para incentivar os participantes a envolverem-se fisicamente com a estrutura e a refletir sobre a diversidade e a interconexão da sociedade global.

 

CLUBE DE LEITURA DE LAGOS: REVOLUÇÕES E REFLEXÕES SOBRE GENTES SEM QUALIDADES NO PASSADO, com Patrícia Portela

 

13 de Julho | 18h00 (próxima sessão 14/09)

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos

Duração: 90m

Class. etária: M18

 

Participação gratuita, mas sujeita ao limite de 25 inscrições prévias obrigatórias através do telefone 282 767 816, página de Facebook da Biblioteca ou email biblioteca@cm-lagos.pt

 

Neste novo ciclo de leituras iremos percorrer a vida e as visões de gente sem carácter, personagens que habitualmente não têm voz na sociedade ou que são a única voz que se ouve abafando os oprimidos, gente que ainda acredita no melhor dos mundos possíveis ou que se levanta contra todas as descriminações. Em ano de celebração de revoluções, celebramos liberdade lendo sobre as mazelas dos séculos XIX e XX de que somos herdeiros.

 

Livro em análise/leitura: O Homem Revoltado, de Albert Camus

 

Escrito por um dos mais influentes pensadores do século XX, O Homem Revoltado é um ensaio em torno de dois conceitos-chave na obra de Albert Camus: o absurdo e a revolta. O impulso para a revolução é, para Camus, uma das dimensões essenciais do ser humano, expressa não só a nível individual, na constante luta do homem com a sua existência, mas também coletivo, nas sucessivas rebeliões populares contra a ordem instituída. Contudo, e pondo-se do lado da liberdade humana e da defesa da dignidade, o autor faz um apelo à reflexão – sobre as consequências da revolta, sobre os riscos da tirania, sobre as lições que se impõem no pós-Segunda Guerra Mundial. Eloquente, apaixonado, polémico, este texto abalou o panorama cultural francês assim que foi revelado em 1951 e, duramente criticado por Jean-Paul Sartre, acabaria com a amizade entre os dois autores.

 

BIOGRAFIA:

Patrícia Portela (1974). Autora de performances e obras literárias, vive entre Portugal e Bélgica. Tem um mestrado em dramaturgia do espaço pela Central St Martins College of Art e pela Utrecht Faculty of Theatre e outro em filosofia contemporânea pelo International Institute of Philosophy de Leuven. É reconhecida nacional e internacionalmente pela peculiaridade da sua obra e recebeu por ela vários prémios das quais destaca o Prémio Madalena Azeredo de Perdigão/FCG para os espetáculos Flatland I (2004) e Wasteband (menção honrosa 2003), ou “Parasomnia”, finalista da 1ª edição do Prémio Sonae/MNACC 2015. Autora de vários romances e novelas, foi cronista na Rádio Antena 1 em 2019-2020, é cronista no JL desde 2017, participou no International Iowa Writers’ Program de 2013 e foi a 1.ª bolseira literária da Embaixada de Berlim. Da sua mais recente obra destaca o Banquete, finalista do prémio APE 2012, Dias Úteis, 2016, e, mais recentemente, Hífen, finalista do Prémio Correntes D’Escritas e Prémio Ciranda 2022. Dirigiu o Teatro Viriato em Viseu durante a pandemia (20-22), foi responsável pela primeira edição do PACAP – performance advanced arts program do Forum Dança em 2015, e leciona com regularidade na Escola Superior de Teatro e Cinema. É atualmente a diretora artística do espaço das Gaivotas.

 

CONCERTOS DE VERÃO – A FLAUTA MÁGICA | ÓPERA EM VERSÃO DE CONCERTO, pela Orquestra do Algarve

 

13 de Julho | 21h30

Local: Antigo Ciclo Preparatório

Org.: CM Lagos

Duração: 60m

Class. etária: M6

 

Bilhete: 5 € (8 € pacote com o concerto de 12 de julho) | À venda na receção do CCL ou através da BOL

 

Será o Principe Tamino forte e corajoso o suficiente para, com o seu leal companheiro o caça-passarinhos Papageno, conseguir ultrapassar todas as provas a que está sujeito para demostrar à vingativa Rainha da Noite ser merecedor da sua filha, a amada Princesa Pamina? Verá Papageno a sua lealdade e honestidade recompensada ao encontrar a tão desejada Papagena? É o que nos conta esta que foi a última ópera escrita por Mozart antes da sua morte e garantidamente das mais conhecidas. Escrita ao estilo de singspiel, género de origem alemã que mistura partes faladas com partes cantadas, dando mais tarde origem à opereta e ao teatro musical, reveste-se de música da mais alta qualidade e exigência vocal, como a espampanante e estratosférica aria da Rainha da Noite, e de hermética simbologia iniciática, numa ode à filosofia mística maçónica que Mozart professava.

 

Pablo Urbina | Maestro Convidado

Fernando Guimarães | Tenor

Marta Martins | Soprano

Rui Baeta | Barítono

Patrícia Modesto | Soprano

Mariana de Sousa | Meio-Soprano

Orquestra do Algarve

 

CAMPEONATO REGIONAL DE PETANCA

 

14 de Julho | 9h00-20h00

Local: Parque Urbano de Bensafrim

Org.: Estrela Desportiva de Bensafrim

 

Entrada livre

 

VI AQUATLO JOVEM

 

14 de Julho | 13h00-18h30

Local: Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Lagos

Org.: Complexo Desportivo de Lagos

Entrada livre

 

CONCERTO COMENTADO DE PIANO E FLAUTA, com João Rosa e Maria João Cerol

 

14 de Julho | 18h00

Local: Igreja Nossa Senhora do Carmo (Igreja das Freiras)

Org.: Associação Grupo Coral de Lagos/Conservatório de Música e Artes de Lagos

Duração: 60m

Class. etária: M6

 

Entrada Livre

 

ORIGENS, pelo Estúdio de Ballet Gwen Morris

 

17 de Julho | 19h00 e 21h30

Local: Centro Cultural de Lagos – Auditório Duval Pestana

Org.: Estúdio de Ballet Gwen Morris

Duração: 90m

Class. etária: M6

Bilhetes à venda na receção do CCL

 

A dança nasceu com os primeiros seres humanos. Através do movimento do corpo, da batida do coração, do caminhar, os seres humanos criaram a dança como forma de expressão. Através das pinturas encontradas nas cavernas, sabemos que os humanos dançavam na pré-história. Vem embarcar nesta viagem connosco.

 

ENTRE DOBRAS E PAPÉIS, OFICINA DE ORIGAMI: SIMBOLOGIA E DOBRAS, com Odete Azevedo

 

20 de Julho | 10h30

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos

Duração: 2h

Class. etária: M6 (crianças até 10 anos devem vir acompanhadas por um adulto)

 

Participação gratuita, mas sujeita ao limite de 16 participantes. Inscrições previas através do telefone 282 767 816, página de Facebook da Biblioteca ou email biblioteca@cm-lagos.pt

 

Vamos interpretar os símbolos, diagramas, dobras. Os participantes são convidados a trazer papel, em quadrados, para o encontro.

 

BIOGRAFIA:

Odete Azevedo, natural de Moçambique, é a mais nova de 6 irmãos. Chegou a Portugal com a idade de 6 anos, inicialmente residindo em Lisboa e, em 1982, mudou-se com os seus pais para Lagos. Adora trabalhos manuais; reciclar móveis, reutilizar materiais, costurar, colagens, etc. Apaixonada por papéis, apreciando suas diversas cores e texturas. Aprendeu a fazer origami sozinha através de pesquisas e em grupos online. Frequentou encontros promovidos por origamistas em Lisboa e no Porto. Ministrou workshops de origami no hotel onde trabalha e fez voluntariado a ensinar origami em várias instituições.

 

MASTERCLASS DE INTRODUÇÃO À HARMONIA FUNCIONAL

 

20 de Julho | 15h00

Local: Auditório do Espaço Jovem de Lagos

Org.: Orquestra Ligeira de Lagos

Duração: 3h

Class. etária: M12

Inscrição: sócios 7,5 € não sócios 12,5 €

 

Descobre o fascinante mundo da Música e aprofunda os teus conhecimentos nesta masterclass, especialmente concebida para jovens a partir dos 12 anos. Num curso dinâmico e envolvente, com a duração de 3 horas, mergulha nos princípios essenciais da harmonia musical e desvenda os segredos por trás das progressões de acordes que dão vida às tuas músicas favoritas.

 

Sob a orientação experiente dos nossos instrutores especializados, serás conduzido por uma jornada de aprendizagem prática e estimulante. Aprende os fundamentos teóricos da harmonia funcional de uma forma acessível e divertida, enquanto desenvolves a tua perceção auditiva e habilidades analíticas.

 

Ao longo da masterclass, terás a oportunidade de aplicar imediatamente o que aprendeste, participando em atividades práticas e exercícios de composição. Não importa se estás apenas a começar a tua jornada musical ou já tens alguma experiência, esta masterclass é uma oportunidade emocionante para expandir os teus horizontes musicais e elevar as tuas habilidades para o próximo nível. Prepara-te para desbloquear todo o potencial da harmonia funcional e descobrir o verdadeiro poder da música.

 

O NAZISMO – RAÍZES CULTURAIS E HISTÓRICAS, com Artur Jesus

 

20 de Julho | 15h00

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos 

Duração: 90m

Class. etária: M18

 

Entrada livre

 

Palestra com Artur de Jesus (Técnico Superior da Câmara Municipal de Lagos) onde serão analisados diversos aspetos respeitantes às origens e inspirações culturais, sociais e históricas que estiveram na base do movimento nacional-socialista florescente na Alemanha entre a 1.ª década e os anos 40 do século passado.

 

I CIRCUITO JOVEM E II CIRCUITO DE SEMI-RÁPIDAZ – XADREZ

 

20 de Julho | 15h30-18h00

Local: Mercado de Levante

Org.: Associação Filatélica e Numismática Gil Eanes – Secção de Xadrez

Entrada livre

 

CONCERTO DE CLARINETE E GUITARRA, com Tiago Santos e Ricardo Batista

 

20 de Julho | 18h00

Local: Igreja Nossa Senhora do Carmo (Igreja das Freiras)

Org.: Associação Grupo Coral de Lagos/Conservatório de Música e Artes de Lagos

Duração: 60m

Class. etária: M6

 

Entrada Livre

 

DE MARY PARA MARY, pel’A Barraca

 

20 de Julho | 21h30

Local: Centro Cultural de Lagos – Auditório Duval Pestana

Org: CM Lagos

Class. etária: M14 Bilhetes à venda na receção do CCL ou através da BOL

 

Um espetáculo forte e comovente sobre uma mulher fora de série. Um texto inspirador de Paloma Pedrero, encenado por Maria do Céu Guerra com interpretação de Rita Lello.

 

Mary Wollstonecraft, (1759-1797), filósofa Iluminista, abolicionista, defensora dos ideais da Revolução Francesa, escritora, tradutora, editora, conferencista. Pioneira do pensamento feminista, a mulher que se atreveu a reclamar a igualdade entre mulheres e homens num tempo em que a própria ideia de igualdade era inadmissível.

 

Neste espetáculo, Mary Wollstonecraft - talvez a primeira “Bad-Feminist” - transmite à sua filha Mary Shelley, e a quem a estiver a ouvir, o seu manual de luta e sobrevivência e a sua proposta para um mundo mais harmonioso justo e sustentável, no qual mulheres e homens possam caminhar lado a lado na construção de uma sociedade feliz.

 

Comovente, dramático, poético, político, pedagógico, um espetáculo acarinhado pelo público e que já valeu à Barraca o Prémio de Melhor Espetáculo no festival EmCena.

 

CAMPEONATO NACIONAL MISTOS - PETANCA

 

21 de Julho | 9h00

Local: Parque Urbano de Bensafrim

Org.: Estrela Desportiva de Bensafrim

 

Entrada livre

 

33.ª CORRIDA BAÍA DE LAGOS

 

21 de julho | 9h30 Local: Meia Praia Org.: CM Lagos Inscrições através do portal de competições da Federação Portuguesa de Atletismo

 

A Câmara Municipal de Lagos volta a promover a Corrida Baía de Lagos, já na sua 33.ª edição, desafiando todos os amantes do desporto, de todo o país, a correr ao longo do areal da Meia Praia, uma prova extra que representa o culminar do 22.º Circuito Cidade de Lagos em Atletismo. Neste evento são também entregues os prémios referentes ao final desse circuito composto por seis provas realizadas em todas as freguesias.

 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “ESCUTA - MENSAGENS DE JESUS”, de Maria Júlia Duarte

 

21 de Julho | 16H00

Local: Polo de Leitura de Odiáxere

Org.: CM Lagos

Duração: 90m

Class. etária: M16

 

Entrada livre

 

Maria Júlia Duarte reside em Odiáxere. É terapeuta, escritora e palestrante e possui cerca de 16 obras publicadas. Apresenta o seu último livro, “ESCUTA - Mensagens de Jesus”, um livro de consulta diária que proporciona momentos de reflexão e expansão de consciência. Possui 144 textos canalizados, com respetivas orações e mantras destinados à meditação e reflexão.

 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “ALMA ABERTA AO MUNDO” de Mafalda Rodrigo

 

21 de Julho | 19H00

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos / AEGE

Duração: 60 min

Class. etária: M12

 

Entrada livre

 

Nasci a 12 de Junho de 2005, em Lagos, começando a escrever este livro aos 15 anos de idade. Quando comecei a escrever poesia, ia tateando nas palavras na tentativa de encontrar alguma espécie de tradução daquilo que estava a sentir. Foi durante o meu percurso no ensino secundário que me cruzei com o professor Fernando Ildefonso que, no âmbito da disciplina de Filosofia, me desafiou e incentivou a olhar para a poesia de forma distinta. Se, na altura, me tivessem dito que hoje os poemas, que ia sorrateiramente escrevendo no quadro de lousa da escola, dariam, volvidos três anos, origem a um livro, ficaria genuinamente surpreendida.

 

Passados três anos, sou eu que vos desafio a embrenharem-se nos meus versos, nesta mistura agridoce de sentimentos, pensamentos e reflexões, na marca eterna da adolescente que fui e no reflexo de quem sou hoje. Encontrar-nos-emos a cada virar de página.

 

SONS AO CREPÚSCULO – REENCONTRO, CANTO E PIANO

 

21 de Julho | 21h00

Local: Igreja Nossa Senhora da Luz

Org.: Impacto Ímpar

Duração: 60m

Class. etária: M6

 

Entrada livre

 

Este concerto reúne a soprano Mariana Picado e o pianista Saul Picado, numa performance que começa com uma obra de júbilo – Exsultate, jubilate de W.A.Mozart, seguido de três ciclos de canções: “Frauenliebe und Leben op. 42” de R. Schumann, que retrata a vida e amor de uma mulher; “Três redondilhas” de Camões de Croner de Vasconcelos e “Seis Canciones Castellanas” de Jesus Guridi, e combinam a poesia lírica de um dos grandes poetas portugueses e a inspiração por canções tradicionais recolhidas por Cesáreo Garda. O amor pela música e pela poesia, o abraço entre o sentir e o ser, darão a este concerto um toque intimista. Será um reencontro. O presente concerto dá voz aos grandes artistas portugueses, tanto na área da música como da lírica.

 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “DE PERNAS PRÓ AR” de Susana Correia

 

23 de Julho | 10h00

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos

Duração: 90m

Class. etária: M3

Entrada livre

 

E se as vacas começassem a voar, os peixes a escalar árvores e os macacos aprendessem a nadar? Consegues imaginar que confusão seria? Ou acharias engraçado? Ai, Ai! Que barafunda! Foi exatamente assim que se sentiu o Dinis quando sonhou com um mundo de pernas pró ar. O que aprenderá ele com este sonho? Atreves-te a descobrir? E tu, já sonhaste com mundos diferentes?

 

BIOGRAFIA:

Susana Correia nasceu em Lagos - Algarve, a 1 de Março de 1985. Quando lhe perguntavam o que queria ser quando crescesse, não sabia responder. As opções eram muitas e a escolha difícil! Oscilava entre o Direito, a comédia ou a representação, porém nunca conseguiu decidir, e a escrita, que sempre havia feito parte da sua vida, lá permaneceu para que, dessa forma, assumisse todos os seus possíveis alter-ego. Acredita que tudo acontece por um motivo e na força e poder do pensamento. É autora dos livros infantis "A Aventura da Pulguinha Aurora", "Aurora Pelo Mundo Mágico da Amizade" e "De Pernas Pró Ar" e coautora da colectânea "O Tempo das Palavras com Tempo" com o conto "Por Ti". É ainda colaboradora na plataforma de notícias online "Repórter Sombra" e na comunidade "Amantes de Viagens". Um dia perfeito é passado na natureza com a filha como companhia, a máquina fotográfica, um bom livro e as folhas secas de Outono.

 

35.ª FEIRA CONCURSO ARTE DOCE

 

24 a 28 de julho | 18h00

Local: Complexo Desportivo de Lagos e área envolvente

Org.: CM Lagos com o apoio das juntas de freguesia do concelho

 

Entrada livre + INFO aqui

 

São já 35 edições de muitos doces e muita animação! A Feira Concurso Arte Doce tem crescido de ano para ano, reafirmando-se como um dos eventos de maior relevância no Algarve. Os reis da festa são os doces regionais confecionados com a mestria e a paixão das nossas doceiras e doceiros, mas há muito mais para aproveitar neste evento lacobrigense: concertos, animação circulante, artesanato, tasquinhas, showcookings e, claro, muitos doces de comer e chorar por mais!

 

Tema: Liberdade

 

Região convidada: Ribatejo

 

24 de Julho

18h00 | Arruada pela banda da Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio

18h00-00h00 | Espaço Doçura ou Travessura | Ateliês e equipamentos infantis

18h30-19h30 | Espaço Doçura ou Travessura | Workshop de Serigrafia pelo LAC

19h00 | Palco Arte Doce | Lana Gasparotti

20h00 | Pavilhão | Showcooking de Dom Rodrigo, pelas doceiras da ADRA – Associação de Doces Regionais do Algarve

20h00 | Espaço + Doce | Carlos Sax

21h00 | Palco Arte Doce | Omiri

22h30 | Palco Lagos | Expensive Soul

 

25 de Julho

18h00-00h00 | Espaço Doçura ou Travessura | Ateliês e equipamentos infantis

18h30-19h30 | Espaço Doçura ou Travessura | Workshop de Serigrafia pelo LAC

19h00 | Palco Arte Doce | Grupo Académico de Danças Ribatejanas (Santarém)

20h00 | Pavilhão | Showcooking de Cataplana de Peixe e Marisco, pelo Chef José Moura (Hotel Tivoli Lagos)

20h00 | Espaço + Doce | Vítor Guerreiro e Clara Buser Duo - Orquestra de Jazz do Algarve

21h00 | Palco Arte Doce | Os Compotas

22h30 | Palco Lagos | Fernando Daniel

 

26 de Julho

18h00-00h00 | Espaço Doçura ou Travessura | Ateliês e equipamentos infantis

18h15 | Palco Doce Tradição - Pavilhão | Palestra “O Vinho na Cultura e na Alimentação”, por Artur de Jesus e Fabiana Duarte

18h30-19h30 | Espaço Doçura ou Travessura | Workshop de Serigrafia pelo LAC

19h00 | Palco Arte Doce | DJ HANTT com Mar. Vlalen

20h00 | Pavilhão | Showcooking de Doce Fino, pelas doceiras da ADRA – Associação de Doces Regionais do Algarve

20h00 | Espaço + Doce | Rui Freitas Trio - Orquestra de Jazz do Algarve

21h00 | Palco Arte Doce | Jones and Co.

22h30 | Palco Lagos | Hybrid Theory – The Linkin Park Tribute

00h00 | Palco Arte Doce | Silent Disco

 

27 de Julho

18h00-00h00 | Espaço Doçura ou Travessura | Ateliês e equipamentos infantis

18h30-21h30 | Espaço Doçura ou Travessura | Atividades pelo Centro Ciência Viva de Lagos

19h00 | Palco Arte Doce | DJ Ventura

20h00 | Pavilhão | Showcooking de Lulas Cheias à Algarvia, pela Chef Tininha

20h00 | Espaço + Doce | Daniel Marques

21h00 | Palco Arte Doce | Michie

22h30 | Palco Lagos | Plutonio

00h00 | Show das Poderosas

 

28 de Julho

18h00-00h00 | Espaço Doçura ou Travessura | Ateliês e equipamentos infantis

18h15 | Palco Doce Tradição - Pavilhão | Entrega dos prémios dos concursos de doçaria

18h30-21h30 | Espaço Doçura ou Travessura | Atividades pelo Centro Ciência Viva de Lagos

19h00 | Palco Arte Doce | Marta Lima

20h00 | Pavilhão | Showcooking de Prato e Doce Regional do Ribatejo, pelo Luís Machado

20h00 | Espaço + Doce | Ricardo Pires Quarteto - Orquestra de Jazz do Algarve

21h00 | Palco Arte Doce | Almatriz

22h30 | Palco Lagos | Luís Trigacheiro

 

OPEN DE JUDO “CIDADE DE LAGOS”

 

27 e 28 de Julho | 10h00

Local: Lagos

Org.: Judo Clube de Lagos

 

Entrada livre

 

MUSEU AO AR LIVRE

 

27 de Julho e 24 de Agosto | 10h00-12h30

Local: Museu de Lagos – Núcleo Dr. José Formosinho

Org.: CM Lagos/Museu de Lagos Entrada livre com inscrição obrigatória através do email museu@cm-lagos.pt

 

27 de Julho | OFICINA DE CERÂMICA, por Ana Canto

 

24 de Agosto | OFICINA DE DESENHO A CARVÃO, por Mara Taquelim

 

O Museu de Lagos inspira-se na sua coleção e oferece duas oficinas especiais para dar largas ao nosso “eu” criativo. Entre a tradição e a arte, vamos aprender, explorar e dar forma à nossa própria obra de arte, que levaremos connosco.

 

28.º ANIVERSÁRIO DO MOTO CLUBE DE LAGOS

 

27 de Julho

Local: Campo de Jogos do Rossio da Trindade (em frente aos Bombeiros de Lagos)

Org.: Moto Clube de Lagos com o apoio da CM Lagos, JF S. Gonçalo, Clube de Futebol Esperança de Lagos e Bombeiros de Lagos

 

O Moto Clube de Lagos foi fundado a 12 de Julho de 1996. Com 28 anos de história, esperamos por toda a comunidade para que se possa passar um dia memorável em festa e camaradagem. Este ano, porque o espetáculo assim o exige, a celebração decorre num espaço mais amplo, no Campo de Jogos do Rossio da Trindade. Durante toda a tarde e noite, teremos apresentações de Freestyle Motocross, Marco Carvalho FMXSPIRIT, Johnny’s Band, Moto Quedas Two Plus Two Band e música ao vivo. Em adição, será também feita uma demonstração de primeiros socorros em caso de acidente de mota pelos Bombeiros de Lagos e estará disponível um stand solidário de apoio para atividades de ação social.

 

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL & MINDFULNESS: TRABALHAR OS VALORES E CRENÇAS, com Sofia Loureiro

 

27 de Julho| 15h00 (próxima sessão 28/09)

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos

Duração: 90m

Class. etária: M12

 

Entrada livre

 

Este ciclo de workshops tem como objetivo principal promover o desenvolvimento e aprimoramento das habilidades relacionadas à inteligência emocional e “mindfulness”, proporcionando aos participantes um conjunto de ferramentas práticas e teóricas para lidar com as suas emoções, promover o bem-estar mental e alcançar um maior equilíbrio e resiliência emocional. Cada sessão inclui uma parte teórica introdutória, exercícios, uma parte de biblioterapia e uma prática de “mindfulness”.

 

Neste workshop, os participantes serão convidados a examinar os seus valores e crenças, aprendendo por um lado a alinhar-se com valores autênticos e, por outro, a contestar as crenças limitantes que dificultam a evolução pessoal e o alcançar dos objetivos de vida. Esta atividade inclui uma parte teórica introdutória, exercícios, uma parte de biblioterapia com a leitura de um texto com fins terapêuticos e uma prática de “mindfulness”.

 

BIOGRAFIA:

A Sofia Loureiro é licenciada em Biotecnologia, Mestre em Naturopatia, Doutorada em Química do Ambiente e especializada em Pessoas Altamente Sensíveis. Os vários anos dedicados à investigação científica juntamente com a formação em Terapias Naturais, concorreram para o rigor essencial à redação dos seus livros: Guia de Remédios Naturais para Crianças (2012), Guia de Remédios Naturais para Mulheres (2015) e os Diários de Desenvolvimento Pessoal (2019 e 2020). Neste momento a sua atividade centra-se na mentoria e saúde & bem-estar de Pessoas Altamente Sensíveis (PAS), um traço de personalidade que existe em 20% da população. A sua plataforma online inclui Blog, Facebook, Instagram, Youtube, Podcast, TikTok e Newsletter. Pode conhecer mais sobre a Sofia em https://sofialoureiro.com.

 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “NUNCA PARES”, de Emanuel Mendes

 

27 de Julho | 18h00

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org.: CM Lagos

Duração: 60m

Class. etária: M12

 

Entrada livre

 

A presente obra retrata uma série de Caminhos de Santiago e de Fátima que foram percorridos pelo autor. Ao longo da obra, os diversos capítulos abordam a descrição de como surgiu a ideia de percorrer estes caminhos, uma breve abordagem histórica, a simbologia associada ao Caminho de Santiago, o planeamento e os ensinamentos aprendidos. Cada caminho é descrito em forma de diário de viagem, abordando: Caminho Central Português, Lisboa – Fátima, Porto – Fátima, Caminho Português pela Costa, Caminho Francês, Aveiro – Fátima, Tomar – Fátima – Santiago de Compostela – Muxia – Fisterra.

 

BIOGRAFIA:

Nascido a 7 de Dezembro de 1979, em Lisboa, Emanuel Mendes viveu a sua infância e adolescência em Alfama. Frequentou o ensino secundário na Escola Secundária Gil Vicente e aos 18 anos iniciou a sua carreira militar, enquanto voluntário na Marinha na especialidade de Fuzileiros, tendo realizado aqui o curso de formação de oficiais. Participou na missão de apoio à paz na Bósnia Herzegovina, regressando após essa missão à Escola de Fuzileiros, onde permaneceu ligado à instrução até finda a sua carreira nas Forças Armadas, em Dezembro de 2003. Em Janeiro de 2004, inicia o curso de formação de agentes da Policia Marítima, prestando serviço em diversos comandos a nível nacional. Frequentou o mestrado em Ciências Farmacêuticas, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, não o tendo concluído. Em 2010, iniciou o curso de piloto de linha aérea de aviões e posteriormente o de instrutor de voo em aviões. Atualmente o autor, trabalha como piloto de linha aérea com a especialização em Boeing 767. Nas formações em que esteve presente de destacar as de “Potencialização de recursos humanos - vetor liderança”, “Certificação pela Rede Global de Mentores”, “Inteligência Emocional”, “Estágio de Ordem Pública” e “Estágio de técnicas de interpolação”. Em 2016, iniciou a descoberta dos Caminhos de Santiago, tendo inicialmente optado por percorrer o Caminho Central Português, a partir de Lisboa. De onde nasceu o livro “Nunca Pares” relatando os primeiros nove Caminhos percorridos resultando até ao momento em mais de cem palestras sobre a obra e mais de mil exemplares vendidos. Segundo o autor “há uma vida de conhecimento, aventuras e caminhos pela frente”, transmitindo esses mistérios de vida aos grupos que organiza e leva na descoberta dos Caminhos de Santiago. Foi ainda convidado como palestrante e formador no 1.º Fórum da Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago. Convidado como palestrante no 8.º Colóquio Internacional dos Caminhos de Santiago, e na 1.ª conferência dos Caminhos de Santiago pela Universidade Lusíada do Porto.

 

TERRA NOSSA, com César Mourão

 

30 de Julho | 21h00

Local: Centro Cultural de Lagos – Auditório Duval Pestana

Org.: CM Lagos

Duração: 90m

Class. etária: M6

 

Entrada livre (mediante lotação do local)

 

“TERRA NOSSA” em Lagos! Cinco anos e mais de 80 localidades depois, César Mourão continua a celebrar a portugalidade. É pelas ruas de cada localidade que recolhe o maior número de informações e histórias sobre as personalidades com quem se for cruzando e, como sempre, no final de cada viagem oferece um espetáculo a uma plateia muito especial: os protagonistas das histórias que foi ouvindo e a respetiva população local. Lagos é uma das paragens da temporada do programa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lagos, com posterior emissão na SIC.

 

CONCERTO DO GRUPO CORAL DE LAGOS E CORO INFANTOJUVENIL DE LAGOS

 

31 de Julho | 21h00

Local: Igreja Nossa Senhora do Carmo (Igreja das Freiras)

Org.: Associação Grupo Coral de Lagos

Duração: 60m

Class. etária: M6

 

Entrada livre

 

Concerto de verão de encerramento da temporada 2023/2024 do Grupo Coral de Lagos e do Coro Infantojuvenil de Lagos.

 

EXPOSIÇÕES

 

QUEM NÃO CRIA, MENTE!

Patente até Dezembro

Local: Mercado de Santo Amaro

Org.: Questão Repetida

 

Entrada livre

 

Quem Não Cria, Mente! é um projeto de criação artística - Artes Visuais - desenvolvido com alunos do nível secundário da Escola Júlio Dantas, que culmina numa exposição em contexto exterior na cidade de Lagos (Arte Urbana).

 

Trata-se de um projeto de reflexão sobre o equilíbrio, sobre o que os jovens sentem como o seu ideal e sobre o que sentem como desproporcional. Criar? O que é criar? Quem pode criar? Quem quer criar? Criar o quê e como? Perguntas que colocamos e que lançamos como mote para a criação de uma exposição de Arte Urbana que pretende contaminar a cidade de Lagos e ser um grito para acordar quem tem pouca esperança no futuro e nos jovens.

 

Quem Não Cria, Mente! a si próprio e faz crer ao outro que criar é um ato supérfluo e dispensável. Os jovens assumem o seu poder, o seu espaço, a sua palavra na cidade de Lagos e o projeto empodera-os na sua necessidade de serem um corpo presente e vocal das suas necessidades e receios, conquistas e desafios.

 

Contrariar a tendência de descredibilizar os jovens na sua cidadania, é algo que caracteriza as gerações mais velhas, é um comportamento padrão que baloiça entre gerações e de quem não quer dar voz, não quer aceitar a evolução, a mudança de valores, outros pensamentos e reflexões. Vivam os jovens!

 

JÚLIO DANTAS, UMA VIDA – MOSTRA III “Os primeiros livros: o arranque poético para uma paixão - O Teatro (1896 - 1900)”

 

Até 30 de Novembro | 3.ª a sábado 10h00-13h00 e 14h00-18h00

Local: Biblioteca Municipal de Lagos

Org: CM Lagos

 

Entrada livre

 

No mês em que se assinala a passagem do aniversário de nascimento de Júlio Dantas (Lagos, 19 de Maio de 1876), damos continuidade à divulgação semestral de informação sobre o patrono da Biblioteca, através de mostras de teor bibliográfico, documental e iconográfico. Com estas abordagens pretendemos dar conhecer a vida e obra de Júlio Dantas, contextualizadas no seu tempo histórico, cultural e geracional.

 

A terceira mostra, intitulada “Os primeiros livros: o arranque poético para uma paixão - o Teatro (1896 - 1900)” está centrada no livro de estreia literária de Júlio Dantas, o livro de poesia “Nada” (1896), e nas suas duas primeiras peças de teatro, “O Que Morreu de Amor” (1899) e “Viriato Trágico” (1900).

 

EXPOSIÇÃO COLETIVA “AREAL – TRÊS GERAÇÕES DE COR”, de António Areal, Sofia Areal e Martim Brion

 

Até 3 de Agosto | 3.ª a sábado | 10h00-18h00

Locais: Centro Cultural de Lagos (Sala de exposição 1)

Org.: CM Lagos

 

Entrada livre

 

O interesse numa exposição conjunta de António Areal, Sofia Areal e Martim Brion (Areal) assenta na articulação de três gerações de uma família ligada às artes plásticas, com distintas marcações na arte portuguesa.

 

António Areal aparece com um surrealismo metafísico nos finais da década de 1960, seguindo-se uma breve fase informalista à entrada da década seguinte, para desenvolver um dos mais importantes projetos neofigurativos dos anos 60-70 de teor neo-dada.

 

Sofia Areal entra no final da década de 80, em acerto internacional com o tempo da bad painting ou da transvanguardia, que ficou sinalizada pelo retorno ao paradigma da pintura e tem vindo a realizar um dos trabalhos mais relevantes e originais do panorama artístico nacional.

 

Com uma produção mais recente e emergente, Martim Brion surge já neste século, em tempos de intervenções instalativas e pós-conceptuais, observável na sua pluralidade de materiais e suportes, trabalhando entre a fotografia (esboços momentâneos) e a escultura (pensamentos em estado físico). Atuando em diferentes tempos, estes projetos não podiam ser iguais, como não são; mas estão ligados por proximidades que permitem estabelecer elos de relação e continuidade, uma familiaridade na diferença.

 

BIOGRAFIAS:

Sofia Areal, nascida em 6 de Junho de 1960, é uma artista que se destaca na arte contemporânea em Portugal. A sua carreira artística teve início no Herefordshire College of Art & Design, no Reino Unido, onde se dedicou aos cursos de Textile Design entre 1978 e 1979, seguido pelo Foundation Course entre 1979 e 1980. Inicialmente focada na tapeçaria, Sofia Areal redirecionou seu interesse para a pintura e o desenho, encontrando na espontaneidade, surpresa e acaso a sua expressão artística. Em Portugal, entre 1981 e 1983, frequentou os ateliers de pintura e gravura do Ar.Co. A sua carreira artística abrange exposições coletivas desde 1982 e exposições individuais a partir de 1990. Inicialmente figurativa, a sua obra evoluiu para composições abstractas que exploram sobreposições e justaposições de formas e traços. Sofia encontra inspiração em objetos quotidianos, pessoas próximas e experiências pessoais, representando contrastes como separação e aconchego, vida e morte, e outros. Trabalhando em diversas dimensões e formatos, utiliza uma variedade de técnicas e materiais. Nas suas composições, procura uma estética do belo e da harmonia, encontrando equilíbrio entre o fundo e a composição, entre texturas e lisuras, e entre opacidades e transparências. A sua obra é marcada por contrastes formais que emergem de gestos pessoais e vigorosos. Sofia Areal é uma artista que continua a encantar e desafiar o público com a sua exploração contínua da forma, cor e emoção através da sua expressão artística singular.

 

António Areal (Porto, 1934- Lisboa, 1978) é uma figura marcante na história da arte portuguesa do século XX. A sua carreira e vida foi breve, mas a sua influência na transição do surrealismo ortodoxo para o gestualismo e, posteriormente, para uma nova forma de figurativismo em diálogo crítico com a arte Pop e o Nouveau réalisme é notável. Artista autodidata, teve uma formação influenciada pela literatura e filosofia. Em 1954, iniciou a sua carreira expositiva, numa primeira exposição individual em 1956. No ano seguinte, recebeu o Prémio de Desenho na I Exposição de Artes Plásticas da Fundação Calouste Gulbenkian. Nesse período, as suas obras eram caracterizadas por séries de desenhos de natureza visionária e influência surrealista. Em 1960, recebeu uma bolsa de estudo e partiu para São Paulo, onde permaneceu até 1962. Durante esse período, a sua pintura adquiriu um caráter informalista e gestual. A partir de 1964, a sua produção artística tomou uma dimensão mais conceptual, combinando pintura neofigurativa com a criação de construções tridimensionais acompanhadas por frases. A sua carreira ganhou destaque com prémios como o Prémio de Pintura da Casa da Imprensa (1965) e o Prémio de Desenho no 3º Salão Nacional de Arte Moderna (1968). Além disso, foi selecionado para representar Portugal na IX Bienal de São Paulo (1968). Na década de 1970, a sua obra tornou-se mais complexa tanto em termos formais quanto narrativos, refletindo profunda ponderação sobre o estatuto da arte, do artista e da crítica. Abordou essas questões de forma visual, como na série de pinturas "O Colecionador de Belas-Artes", e por meio de seus textos de crítica na vanguarda das artes visuais (1970). Em 1990, foram realizadas exposições retrospetivas no Centro Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e na Fundação de Serralves, no Porto. António Areal deixou uma marca artística em Portugal, contribuindo significativamente para a evolução e discussão das artes visuais em Portugal.

 

Curadoria de Martim Brion, que, para além de artista, tem vindo a desempenhar um papel ativo como curador nos últimos anos. Nesta exposição irá participar também como artista plástico e proceder aos trabalhos de produção relacionados com toda a organização da exposição, tais como: conceber e desenvolver o conceito expositivo, preservando o contexto e a interligação e linguagem dos três artistas, seleção das obras, concebe o design expositivo do espaço, criar os diversos textos (título, sinopse, catálogo...), colocando em evidência os fatores artísticos pré-existentes, mas também acrescentando enquadramentos contemporâneos que garantam exclusividade e originalidade ao período expositivo na sua transversalidade. Garante também a tradução de todos os textos (PT/EN) para as peças escritas e a sua revisão.

 

EXPOSIÇÃO “RESSONÂNCIA: MENTES, IDEIAS E NATUREZA”, pela Associação Cultivamos Cultura

 

Até 3 de Agosto | 3.ª a sábado | 10h00-18h00

Locais: Centro Cultural de Lagos (Salas de exposição 2 e 3)

Org.: CM Lagos

Entrada livre

 

Num mundo onde a incessante marcha da tecnologia e do progresso frequentemente conduz a uma desconexão da natureza, "Ressonância" apresenta uma exploração cativante da intrincada teia de interdependência que une a saúde mental, tradições e cultura, e o mundo natural. Este projeto de curadoria procura pensar na relação delicada entre humanos e não humanos, ecossistemas e sustentabilidade, e a constante evolução da tecnologia, ciência, conhecimento humano e arte.

 

Numa era marcada por uma crescente consciência dos desafios na saúde mental, esta exposição convida os visitantes a embarcar numa jornada de redescoberta, onde os poderes transformadores da natureza são celebrados como fonte de consolo e “re-identificação”. No espaço da exposição o visitante vibra com sons, imagens, aromas e a presença das peças, e experiência um momento de reflexão e introspecção, uma reconexão com quem somos e onde pertencemos. Esta experiência imersiva lembra-nos do profundo impacto que a natureza pode ter no nosso bem-estar emocional e sublinha a importância de Mudança e Adaptação.

 

As tradições locais, frequentemente transmitidas de geração em geração, as ideias e oferecem um rico tapete de sabedoria enraizada nos ritmos naturais da terra. "Ressonância" presta homenagem a esses costumes duradouros, destacando a sua relevância intemporal no nosso mundo em rápida mudança. Ao examinarmos o delicado equilíbrio entre o conhecimento local e os avanços contemporâneos, testemunhamos a interação dinâmica entre práticas antigas e inovações de agora. A justaposição de tradição e tecnologia serve como testemunho da nossa capacidade de adaptação, um apelo para assumirmos a responsabilidade pelo que somos e pelo papel que desempenhamos na nossa vida e no ambiente, ao mesmo tempo que preservamos a harmonia essencial da terra.

 

No centro da nossa exploração encontra-se uma profunda compreensão de que seres humanos e não-humanos estão intrinsecamente entrelaçados num ecossistema vasto e complexo. Esta exposição retrata os fios delicados que nos ligam ao mundo natural e sublinha a importância de trabalhar dentro do ecossistema, reforçando e fortalecendo a biodiversidade e a interdependência de um sistema já existente e ao qual pertencemos. Ao admirarmos as complexas relações entre as espécies, somos lembrados da nossa responsabilidade em proteger e nutrir o meio ambiente, assegurando a sustentabilidade do nosso planeta para as gerações futuras.

 

"Ressonância" convida-o a contemplar o potencial ilimitado do espírito humano. Através da lente da ciência e da arte, exploramos as sinergias que surgem quando a criatividade se funde com o conhecimento.

 

No final, esta exposição serve como uma reflexão sobre o equilíbrio delicado e dinâmico que devemos buscar entre o progresso e a preservação, entre a tecnologia e a tradição, e entre a mente humana e o poder de recuperação da natureza.

 

"Ressonância" desafia-nos a redefinir a nossa relação com a terra, a abraçar a nossa interligação e a embarcar numa jornada rumo a um futuro inclusivo, equitativo, transformador e sustentável.

 

BIOGRAFIA (curadoria):

Marta de Menezes (nascida em 1975) é uma artista portuguesa, com uma Licenciatura em Belas Artes pela Universidade de Lisboa e um MSt pela Universidade de Oxford. É diretora da Cultivamos Cultura, a principal instituição dedicada à arte experimental em Portugal. Marta de Menezes trabalha na intersecção entre a arte e a biologia desde o final dos anos 90, no Reino Unido, Austrália, Países Baixos e Portugal, explorando as oportunidades conceituais e estéticas oferecidas pelas ciências biológicas para a representação visual nas artes. O seu trabalho tem sido amplamente exposto em importantes locais em todos os continentes, apresentado na maioria das antologias dedicadas à bioarte, discutido em dissertações de doutoramento, e considerado um exemplo de pesquisa nas artes visuais. Entre as exposições internacionais mais recentes, Marta de Menezes foi convidada para representar oficialmente Portugal na London Design Biennale 2016 e expôs na Beijing Biennale of New Media Art 2016. Em 2015, Marta de Menezes foi nomeada pelas revistas Time e Fortune para os Prémios de Arte e Tecnologia 2015. Além do seu trabalho como artista, de Menezes foi curadora de grandes exposições internacionais, incluindo para a Capital Europeia da Cultura (Portugal), o Festival Kontejner (Zagreb), a Fundação Verbeke (Bélgica) e este ano a primeira edição do FACTT - Festival Transnacional e Transdisciplinar de Arte e Ciência, que ocorreu em Lisboa, Nova Iorque, Cidade do México e acontecerá em Berlim em dezembro.

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “PONTOS DE VISTA”

 

Até 27 de Setembro

Local: Escola Secundária Júlio Dantas (gradeamento)

Org.: Questão Repetida

 

Entrada livre

 

“Pontos de Vista” partilha o resultado final de uma reflexão sobre o quotidiano de um grupo de jovens de Lagos que frequentam a Escola Secundária Júlio Dantas. Nesta exposição fotográfica, que conta com a direção artística e técnica do artista visual André Eduardo, poderão ser observadas 48 imagens fotografadas ao longo destes últimos meses e editadas pelos alunos das turmas PIEF A e PIEF B.

 

Sob as premissas da Arte Urbana, as fotografias estarão expostas no gradeamento da Escola Júlio Dantas e acessíveis a toda a comunidade, de forma a projetar publicamente o empenho e a qualidade do trabalho deste grupo de jovens. O Projecto “Está do Aço”, que decorre ao abrigo do Programa Escolhas 9.ª Geração, pretende trabalhar o sentir e o pensamento dos jovens através das artes.

 

FICHA ARTÍSTICA: Composição Fotográfica | Alunos PIEF A / PIEF B da Escola Secundária Júlio Dantas Direção Artística: André Eduardo Coordenação: Nuno Murta Produção: Projeto Está do Aço - E9G

 

Promotor: Questão Repetida

 

Apoios: Município de Lagos

 

Agradecimentos: Diretor do AEJD José Lopes, Adjunta do Diretor Natália Aguiar, Professor Pedro Domingues, Professor Luís Azevedo, TIL Ana Oliveira, Professora Vera Cavaleiro, Professora Vera Rodrigues, Professora Anabela Silva, Município de Lagos e CPCJ Lagos.

 

EXPOSIÇÃO “FORMAS E METAMORFOSES”, de Adelaide Filipe e Paulo Figueiras

 

3 a 28 de Julho | 2.ª a domingo | 11h00-22h00

Local: Armazém Regimental de Lagos

Org.: Adelaide Filipe e Paulo Figueiras

 

Entrada gratuita

 

Com “Formas”, Adelaide Filipe ultrapassa os limites do risco ao juntar o ferro com o barro, dois materiais em diferentes estádios - um, material morto, outro, material vivo. A partir do ferro que vem recolhendo ao longo do tempo, cria associações improváveis com o barro e arrisca novas formas, reveladoras do seu fascínio por histórias que vêm de tempos remotos. As suas peças reúnem a genuidade e a singularidade, assumem o aspeto orgânico que a terra lhes dá e aglutinam formas únicas encontradas ao acaso.

 

Em “Metamorfoses”, Paulo Figueiras mostra em esculturas de cerâmica, que em cada corpo de gente existe uma liberdade ou prisão que se funde na alma e que em mutações e metamorfoses se revelam no animalesco. Somos animais vagueantes entre sonhos e esquecimentos, num balancear de pensamentos, atitudes e ideais que traduzem a nossa (subespécie). Do casulo à borboleta, o intervalo é o momento!

 

EXPOSIÇÃO “OÁSIS”

 

3 de Julho a 3 de Agosto | 3.ª a sábado | 10h00-18h00

Local: Centro Cultural de Lagos – Sala de Exposições 0

Org.: CEL/Universidade Sénior de Lagos

 

Entrada livre

 

A exposição "Oásis" refere-se ao espaço frutífero que as aulas de desenho e o das outras aulas criam para os seus alunos, de um modo geral refere-se ao que o CEL faz pelos seus sócios que pode bem ser para alguns um oásis numa velhice desolada. “Oásis” refere-se também à multiplicidade estética dos exercícios propostos no decorrer das aulas de desenho, tendo em vista aumentar a cultura visual dos participantes e favorecer a experimentação de várias técnicas de desenho, por exemplo, desenhos de figuras em movimento, de retrato, de anatomia, desenhos inspirados por pintores famosos, por iluminuras persas ou por iconografia budista. A exposição ganha uma nova dimensão com a instalação flutuante com o mesmo título que descreve uma situação de exploração e esgotamento dos recursos naturais comparando três ecossistemas, dois idealizados e um catastrófico. "Oásis" ganha ainda mais relevância como título por causa da animação de salsa que será indicadora do pequeno oásis que podemos elaborar na concretização desta exposição.

 

FEIRAS e MERCADOS

 

MERCADO MENSAL DE LAGOS

 

1.º sábado do mês

Local: Terreno anexo ao Estádio Municipal

 

MERCADO MENSAL DE ODIÁXERE

 

4.ª segunda-feira do mês

Local: Largo da Alegria (junto ao Moinho de Vento)

 

VIV’O MERCADO

 

Todas as 4.ªs feiras | 17h00 às 21h00 (Horário de Verão)

Local: Mercado de Levante

Org.: CM Lagos, NECI, CASLAS, Projeto Novas Descobertas, Associação Infância Viva e produtores biológicos certificados e outros

 

+ INFO AQUI

 

O Vivò Mercado é uma iniciativa que visa a dinamização de um novo dia de mercado para venda de produtos locais, biológicos, artesanato e tasquinhas. Para além do enfoque na promoção da agricultura biológica, também se distingue por dispor de uma zona de convívio, com animação, espaço infantil e um conjunto de tasquinhas, cujo lema é “da banca ao prato”.

 

MERCADO DE LEVANTE (REFORMA AGRÁRIA)

 

Todos os Sábados | 7h00 às 14h00

Local: Mercado de Levante

 

Venda de produtos hortícolas de produtores locais (fruta, legumes, aves, flores, mel, doces regionais, chás, ervas aromáticas, etc.)

 

MERCADO DE SANTO AMARO

 

Segunda a sábado | 7h00 às 15h00

Local: Rua Filarmónica 1.º de Maio (Santo Amaro)

 

Comércio de peixe, mariscos, carnes, fruta, legumes, flores, mel, doces regionais, chás, ervas aromáticas, cafetaria, artesanato, etc.

 

MERCADO DA AVENIDA

 

Segunda a sábado | 7h00 às 14h00

Local: Rua Portas de Portugal (junto à Avenida Descobrimentos)

 

Comércio de peixe, mariscos, carnes, fruta, legumes, mel, frutos secos, doces regionais, chás, ervas aromáticas, cafetaria, restauração, artesanato, etc.

 

MERCADO EM ALMÁDENA (LUZ)

 

Segunda a sábado | 8h00 às 13h00

Local: Largo da Sociedade

 

MERCADO EM ESPICHE (LUZ)

 

Segunda a sábado | 8h00 às 13h00

Local: Rua Francisco António dos Santos

 

MERCADO EM BENSAFRIM

 

Terça a sábado | 8h00 às 13h00

Local: Urbanização Municipal

 

MERCADO EM BARÃO DE SÃO JOÃO

 

Terça a sábado | 8h00 às 13h00

Local: Rua Armando Jacques Favre Castelo Branco 42

 

MERCADO EM ODIÁXERE

 

Segunda a Sábado | 7h00 às 14h00

Local: Rua da Fraternidade

 

FEIRAS DE VELHARIAS

 

1.º domingo do mês | 8h00 às 14h00

Local: Parque de Estacionamento do Complexo Desportivo de Lagos

Org.: Lagos em Forma

2.º domingo do mês | 8h00 às 14h00

Local: Chinicato

4.º domingo do mês | 7h00 às 13h00

Local: Barão de São João (Polidesportivo)

Website