A 4ª edição das Jornadas do Contrabando realizam-se dia 14 de Fevereiro em Alcoutim

Publicidade

No próximo dia 14 de Fevereiro, das 10h000 às 18h00, os municípios de Alcoutim e de Sanlúcar de Guadiana irão organizar as quartas jornadas do contrabando em Alcoutim, tendo-se alargado o tema às memórias de fronteira, mas também aos estudos do património rural edificado e imaterial.

Alcoutim é uma vila raiana localizada na serra algarvia, frente a Sanlúcar de Guadiana (Andaluzia – Espanha). Esta fronteira luso-espanhola é uma das mais antigas da Europa e conta com séculos de história que marcam a identidade das populações locais.

O contrabando foi a “arte” de comercializar às escondidas da lei e entendido pelas populações como um mundo de oportunidades, que dava resposta às necessidades e dificuldades das gentes da raia. Com a abertura da fronteira este contrabando “tradicional” deixou de fazer sentido, fechando-se um ciclo. Nos nossos dias urge registar memórias, conhecer e estudar um vasto espólio imaterial ligado a este fenómeno. As gerações que viveram o contrabando “tradicional” estão a desaparecer. Com eles perdemos um manancial de conhecimentos, passados entre gerações, de pais para filhos e de avôs para netos, que fazem parte da cultura das gentes.

Entre as ideias que irão ser debatidas estarão o reconhecimento e a valorização de uma identidade local própria com ligação à fronteira, entender as necessidades locais e o contributo do contrabando para a sobrevivência das populações, a importância de uma rede de contactos e relações familiares na ligação entre margens e a valorização das memórias e do património do contrabando na perspectiva da promoção turística do território.

As jornadas este ano irão realizar – se um mês e meio antes do Festival do Contrabando e servirão de lançamento do programa do evento. No dia 14 às 21h30, será apresentado o espectáculo de Lançamento do Festival do Contrabando “Evaristo, Um Clássico nunca Visto”, pela Companhia Profissional de Teatro de Improviso Instantâneos, 21h30, no Espaço Guadiana, na vila de Alcoutim.