Inauguração da exposição de Agripino Maia aconteceu no Sábado passado

Publicidade

Uma mostra de desenhos, inaugurada no sábado em Setúbal, reaviva o universo criativo do ilustrador, retratista e cartoonista setubalense Agripino Maia, que nunca receou criticar e satirizar a política e o quotidiano social da sua cidade.

“É o esquecimento e não a morte que nos faz ficar fora da vida.” A frase do escritor moçambicano Mia Couto serve de premissa à exposição, inaugurada ao final da tarde Espaço Ilustração da Casa da Cultura, que pretende recordar o trabalho do ilustrador e satírico setubalense Agripino Maia.

Desenhador hábil, repentista e de sentido de humor apurado, Agripino Maia produziu, na sua curta vida, uma significativa obra pelas páginas de um conjunto diverso de periódicos locais. De críticas ásperas a delicadezas, os seus desenhos incidem sobretudo na sua cidade, Setúbal.

Na exposição dedicada ao artista, o público pode apreciar mais de três dezenas de desenhos originais que subsistiram do volumoso conjunto de trabalhos estampados nos periódicos O Germinal de Setúbal e O Sul.

Mas o talento de Agripino Maia, que sempre se distinguiu pelo modo de criticar e satirizar acontecimentos do viver político e do quotidiano social de Setúbal, foi também mostrado no Raio, O Tèza, O Fadinho, O Pagode, O Nabo, O Chapéu Sadino, Ideia Nova, O Zé de Setúbal, O Meúdo, O Setubalense e o Sado Reclamo.

Agripino Maia era também Sá Lagedo, o pseudónimo com que assinou, através de desenhos, as suas críticas a personalidades carismáticas setubalenses, caso do abastado e poderoso influente local António José Baptista, do conselheiro Mariano de Carvalho, do jornalista e homem de negócios Leonardo Duarte Júnior, do solicitador Manuel de Padilha, do jornalista Manuel Luís de Figueiredo e do irrequieto proprietário e empresário José Maria da Rosa Albino.

Organizada pela Câmara Municipal de Setúbal e pelo atelier DDLX, a mostra pode ser vista, gratuitamente, até 5 de Dezembro, aos domingos, terças e quartas das 10h00 às 22h00 e às quintas, sextas e sábado entre as 10h00 e as 01h00.