Município de Mondim de Basto apoia o 7º Festival Internacional de Teatro Miguel Torga

A Câmara Municipal atribuiu uma verba de 3 mil euros ao Teatro Amador Mondinense, promotor do festival que começa este sábado e decorre até abril

Publicidade

A vila de Mondim de Basto recebe este fim de semana a sétima edição do Festival Internacional de Teatro Miguel Torga, que, até abril, apresenta sete espetáculos, protagonizados por outras tantas companhias.

Promovido pelo Teatro Amador Mondinense (TAM), com o apoio da câmara municipal, o certame começa no sábado com a peça “Pistolas, pilantras e problemas”, da companhia “Porta 27”, na Casa da Cultura. Pelo palco de Mondim de Basto vão passar, no dia 11 de março, “Memórias partilhas”, da companhia de teatro Serra de Montemuro, numa coprodução com o Teatro Nacional D. Maria II.

Segue-se “Pan, pan”, da companhia Panadaria (dia 12), “O caixeiro ambicioso” do grupo Tamegar Teatro (18), “A salto”, da companhia Leirena Teatro (19), e o teatro infantil de “Arca dos sonhos”, da Urze Teatro (26). O certame termina com a interpretação de “Rómulo – o grande” pelo Teatro Amador Mondinense, nos dias 1 e 2 de abril.

O Festival Internacional de Teatro Miguel Torga surgiu com o objetivo de revitalizar a tradição do teatro no concelho e conta com o apoio da Câmara Municipal de Mondim de Basto, que recentemente atribuiu uma verba de 3 mil euros ao TAM.

Para o presidente do município, Humberto Cerqueira, a ajuda insere-se numa política de apoio às associações locais para a dinamização cultural. O autarca considera que o envolvimento das associações e a partilha de espaços é essencial para manter “uma oferta cultural de qualidade”. O TAM é uma associação criada em 2009 e desenvolve a sua atividade na Casa da Cultura, cedida pelo município.