Presépio de António Costa regressa a Santana de Cambas

Publicidade

O presépio “Do Lixo Faço Arte” da autoria de António Costa regressa ao salão de festas da Casa do Povo de Santana de Cambas, de 1 de Dezembro a 6 de Janeiro de 2020. Num ambiente mágico, o artista celebra a sagrada família e o espírito de Natal num cenário executado com materiais reciclados.

Esta é a quarta vez que o Presépio “Do Lixo faço arte” é apresentado ao público e a segunda neste espaço. Todos os anos o artista renova a exposição com novas imagens e novos cenários. Este ano o presépio conta com 38 imagens integralmente elaboradas a partir de objectos que já não cumpriam a sua função original, como tecidos, papel, objectos cerâmicos e motores de electrodomésticos. Com muita arte, engenho e imaginação, António Costa dá vida às personagens ao apostar no movimento, nos sons, nos cheiros e na iluminação de um cenário que faz lembrar uma gruta.

Para o artista “o gosto de fazer o presépio, é uma ilusão que vem de criança, até a idade de 10 anos, era frequente montar o presépio, as figuras do presépio eram feitas por mim, procurava barro nos barrancos, troncos, trapos velhos, dava asas a minha imaginação e era assim que realizava a fantasia de Natal. Durante alguns anos este meu gosto de montar o presépio ficou parado. A ida para a capital de Lisboa desvaneceu um pouco essa tradição. Voltei anos depois já adulto, e homem casado pai de um filho, tive a sorte de ir em passeio a Itália no ano 2001. Pois com essa viagem, o sonho de criança que se encontrava adormecida, acordou vivo e bem vivo, tive a sorte de visitar um presépio na cidade de Roma, que nunca mais me saiu da cabeça penso que foi o clique para que eu tomasse a vontade de exprimir o que me ia na alma.”
António Costa, 52 anos, é um artista natural de Moreanes e funcionário da Câmara Municipal de Mértola.
A entrada é gratuita e o presépio pode ser visitado todos os dias das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00.