António Olaio na primeira exposição do ano da Ala da Frente

Publicidade

Até 22 de Maio, os visitantes da Ala da Frente, em Vila Nova de Famalicão, vão poder conhecer de perto o trabalho de António Olaio. O artista plástico, também conhecido por ser um dos fundadores da banda portuguesa dos anos 80 Repórter Estrábico, esteve no passado sábado no concelho famalicense para a inauguração da nova exposição desta galeria municipal de arte contemporânea, intitulada “Desterrado”.

Uma instalação artística que junta, no mesmo espaço, pintura, vídeo e desenho, e que dá continuidade ao trabalho desenvolvido por António Olaio numa reflexão que iniciou em 2017 e que o levou a estabelecer uma relação com a escultura “Desterrado” do Museu Soares dos Reis, no Porto.

Para o curador da Ala da Frente, António Gonçalves, a exploração de várias “linguagens e territórios criativos” nesta exposição reflete a abrangência do trabalho de António Olaio. “Nesta exposição temos a presença da pintura, do vídeo e do desenho, num possível equilíbrio que nos levará a questionar o espaço e a nossa presença nele, assim como a nossa relação com o entendimento da arte”, explica a propósito.

“Expor num mesmo espaço diferentes suportes e linguagens é levar o observador a ajustar-se e a encontrar soluções de potencial equilíbrio, em resposta à instigação de desassossego que António Olaio lança. Uma provocação que oscila entre linhas ténues e linhas de força bem expressa, que nos transferem uma unicidade ao trabalho desenvolvido por Olaio”, acrescenta.

Recorde-se que António Olaio nasceu em 1963, em Sá da Bandeira, Angola, e vive em Coimbra. Com formação em Pintura, é professor no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (UC), tendo apresentado, em 2000, dissertação de Doutoramento, construída a partir da obra de Marcel Duchamp. É director do Colégio das Artes e investigador do Centro de Estudos Sociais da UC. As suas performances levaram-no à música, tendo sido fundador do grupo Repórter Estrábico em 1986.

A exposição tem entrada livre e poderá ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 17h30 e aos fins-de-semana das 14h30 às 17h30. A galeria de arte contemporânea Ala da Frente fica localizada no Palacete Barão da Trovisqueira, na Rua Adriano Pinto Basto.