Na Fronteira da História: Pelas fortalezas do Centro

Publicidade

Caros leitores,

A nossa viagem pela fronteira portuguesa continua em Figueira de Castelo Rodrigo, que a certa altura da sua história quis ser espanhola, quando tomou o partido de D. Beatriz na crise de sucessão de 1385. É uma das Aldeias Históricas de Portugal, a par de Almeida e Sabugal, que também entram nesta edição.

Penamacor, o quarto destino desta segunda revista, tem uma torre que hoje serve de miradouro, do qual avistamos a “aldeia mais portuguesa de Portugal”, Monsanto, e as serras da Gardunha, Estrela e Malcata.

Idanha-a-Nova, a seguir, tem muitos castelos, sem contar os que já desapareceram, e em Castelo Branco descobrimos que a fortaleza é uma réplica de outra construída há muitos séculos na então chamada Terra Santa, hoje território sírio.

A viagem acaba em beleza, no arrebatador cenário das Portas de Ródão. Que mais poderíamos pedir? Apenas que venha a próxima edição, em meados de Novembro, onde havemos de percorrer a raia alentejana.

Boas leituras

Feliz Natal!!

Este ano a edição de Natal volta a ser dedicada às festas e tradições que assinalam a quadra e acontecem um pouco por todo o país. Escolhemos dez eventos que nos parecem representativos da diversidade cultural portuguesa, embora essa lista possa ser questionada pelos que vivem em cada localidade, que é quem conhece melhor os seus costumes, bem como o simbolismo e a importância dos mesmos.

À descoberta da rota do românico

O que há de melhor em Portugal??? Tanto e tanto… é preciso “pôr pés ao caminho”, explorar, viajar, conhecer o que de melhor o nosso país tem para nos oferecer! A rota do românico! Um percurso de cultura, património e beleza no norte de Portugal!

Martulah, Capital Islâmica

Quem diria que a vila de Mértola, do alto de um monte cortado pelo rio Guadiana, já foi capital de um emirado islâmico? Não é fruto do acaso, mas sim da vantagem geográfica que esta zona sempre teve e que tantos povos a si chamou, fazendo das terras em redor de Mértola pontos incontornáveis de várias rotas comerciais.

A sem defesa

Serpa, com o seu belo aqueduto e muralhas, foi uma das zonas de Portugal onde mais conflitos se deram ao longo da História.

Moura era a Princesa…

... e Moura ficou a cidade. Do amor trágico de Salúquia é que vem o nome deste pedaço do Alentejo