Coroa de Natal
Publicidade

Em Dezembro, os fins-de-semana no Museu do Oriente, em Lisboa, são dedicados aos mais novos, com diversas actividades que vão levá-los a conhecer as culturas e tradições do outro lado do mundo.

No dia 1, “Cordas Musicais” vai despertar os sentidos de pais e filhos a partir dos instrumentos tradicionalmente usados na Ópera Chinesa. A oficina, destinada a bebés até 12 meses, repete a 18 de Dezembro.

No dia seguinte, os participantes são transportados até à China através das peças do museu e das histórias que contam, como a do rouxinol cujo maravilho canto foi capaz de curar o próprio imperador da China. “Os gorjeios de um passarinho…” é uma adaptação do conto de Hans Christian Andersen, através de marionetas de sombra. O dia inclui ainda um concerto dos Solistas da Metropolitana em trio – clarinete, trompa e piano –, de entrada gratuita.

No fim-de-semana seguinte, a oficina “Esponjas Mágicas”, para bebés entre os 12 e os 36 meses, vai ensiná-los a criar decorações de Natal com recurso a uma esponja, tinta e papel que, como por magia, originam diversas formas.

Para os maiores de seis anos, a visita orientada “Porcelana de Encomenda” vai explorar as galerias do Museu do Oriente, dando a conhecer os diferentes motivos das peças de porcelana, paisagens, dragões ou brasões de territórios longínquos.

A magia do Natal continua nos dias 15 e 16 de Dezembro. Na oficina “Coroa de Natal”, como o próprio nome indica, pais e filhos (3-5 anos) são desafiados a criar uma coroa com um toque oriental, combinando formas, texturas e cheiros. No domingo, as famílias são convidadas a criar “Uma árvore de Natal para todos!”, com influências de Portugal, da Índia, China e Japão.

No último fim-de-semana do mês, a oficina “Presentes Entrelaçados”, para famílias com crianças maiores de cinco anos, vai ensinar a utilizar as técnicas japonesas do kumihimo, origami e mizuhiki para criar uma prenda original, enquanto a “Talismãs e Amuletos” (7-12 anos) vai dar a conhecer os rituais propiciatórios da Tailândia e do Japão.

O ciclo encerra com um novo espectáculo dos Solistas da Metropolitana,“Páginas Francesas”, um concerto de flauta, clarinete e piano dedicado aos compositores Francis Poulenc, Maurice Emmanuel e Florent Schmitt, de entrada gratuita.