“O que foi a presença? Uma leitura a 90 anos de distância”

Publicidade

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves recebe a exposição “O que foi a Presença? Uma leitura a 90 anos de distância”, da autoria do Centro de Estudos Regianos. A mostra estará patente em Mangualde entre 4 de Fevereiro e 2 de Março.

“O que foi a Presença? Uma leitura a 90 anos de distância” é uma exposição itinerante composta por 16 painéis individuais. Foi organizada pelo Centro de Estudos Regianos e integrou, em 2017, a programação preparada pela Câmara Municipal de Vila do Conde para as comemorações dos 90 anos do lançamento da revista “Presença – Folha de Arte e Crítica”.

A mostra revela-se de elevada importância para a divulgação do pensamento e da estética, em termos literários, daquela época, com ideias muito próprios sobre o pensamento humano em termos artísticos. Importa referir que a publicação da revista “Presença” marcou, de forma permanente, a História do modernismo em Portugal. A revista foi lançada em Coimbra, a 10 de Março de 1927, por José Régio, Branquinho da Fonseca e Gaspar Simões, tendo sido publicados 54 números até à sua extinção, em 1940. Essencial para divulgar em Portugal autores estrangeiros, como Proust, Ibsen, Dostoiesvky, Jorge Amado ou Cecília de Meireles, contou ao longo dos 13 anos de existência com a  colaboração de grandes nomes da cultura portuguesa, como Edmundo de Bettencourt, António Navarro, Casais Monteiro, Júlio Maria dos Reis Pereira (conhecido por Júlio, enquanto artista plástico, e por Saúl Dias, enquanto poeta), Miguel Torga, Irene Lisboa,  João Gaspar Simões, Mário Eloy, Arpad Szenes e Vieira da Silva, Almada Negreiros e Sarah Afonso,  entre outros.

A exposição será complementada por uma mostra bibliográfica com livros e artigos de publicações periódicas pertencentes ao fundo bibliográfico da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves. Pode ser visitada no horário de funcionamento da Biblioteca Municipal, gratuitamente.