O Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu começa em Abril.

Publicidade

O Festival Internacional de Música da Primavera irá começar no próximo dia 5 de Abril e estende-se até ao dia 27 do mesmo mês, oferecendo 21 dias de concertos com solistas de 12 países a mostrarem o seu talento em Viseu.

Esta manhã, reunidos no Conservatório de Música de Viseu o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques; o Vereador da Cultura, Jorge Sobrado; a Presidente da Proviseu, Emília Amaral e o Director Artístico do Festival, José Carlos Sousa, apresentaram a programação deste certame que ao longo dos últimos anos se tem tornado uma referência da música clássica em Portugal.

Almeida Henriques, no seu discurso, destacou os surpreendentes números de 2019: serão mais de 500 músicos que irão actuar em Viseu e a sua elevada qualidade justifica o investimento do Munícipio neste projeto que, lembrou, tem um apoio financeiro de 100.000€ no âmbito do programa Viseu Cultura. Antes de terminar acrescentou ainda: “O mais díficil vai ser encontrar agenda para estar em todos os espetáculos”.

A Presidente da Proviseu, entidade promotora desta atividade, reforçou a importância de outas faces da programação, nomeadamente os concertos pedagógicos. Com eles a música vai ao encontro daqueles dos viseenses nas escolas, lares, no hospital e em museus.

Já José Carlos Sousa, enquanto programador, confirmou que serão várias as obras de autores portugueses a estrear durante a Música da Primavera, com destaque para Isabel Soveral e João Pedro Oliveira, mas não só. A presença da música contemporânea é mostra da diversidade de estilos que habitam este festival destacando-se Pedro Caldeira Cabral (Portugal), Yamandu Costa (Brasil), Franck Angelis (França),  e Giuseppe Andaloro (Itália) 2 Coros, 6 Orquestras e muito mais.  

Uma outra novidade para a edição deste ano é a possibilidade de adquirir os ingressos na página do festival (www.musicadaprimavera.pt) facilitando assim o acesso a quem é de fora de Viseu ou, simplesmente, perfere este método.

O Festival inicia-se na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu, mas espalha-se por outras 8 salas da cidade, incluindo o Teatro Viriato, Pavilhão Multiusos e Museu Nacional Grão Vasco. Toda a programação pode ser consultada emwww.musicadaprimavera.pt