Festival Materiais Diversos celebra 10 edições

Publicidade

De 27 de Setembro a 5 de Outubro há mais de 60 actividades, 17 espectáculos, 5 em estreia absoluta e 4 em estreia nacional, envolvendo cerca de 150 artistas em Minde, Cartaxo e Alcanena.

O Festival Materiais Diversos comemora, em 2019, 10 edições e celebra a ocasião com um vasto programa de actividades, promovendo uma vez mais o encontro entre as artes performativas contemporâneas e diferentes comunidades, vozes e imaginários locais.

As Far as My Fingertips Take Me da premiada artista libanesa Tania el Khoury abre o Festival no Museu de Aguarela Roque Gameiro, em Minde, no dia 27 de Setembro. 

Apresentada pela primeira vez no nosso país, esta performance promove o encontro entre um espectador e um performer, através de uma parede, com o objectivo de questionar a actual condição dos refugiados na Europa e a sua relação com os europeus. 

Também relacionado com o tema das migrações e a crise dos refugiados, é apresentado o espectáculo Pleasant Island, de Silke Huysmans e Hannes Dereere, que, depois de estrear no kunstenfestivaldesarts em Bruxelas, viaja até ao Centro Cultural do Cartaxo para a sua estreia portuguesa.

Pleasant Island é um espectáculo sobre Nauru, uma pequena ilha no Pacífico, que se tornou um dos países mais ricos do mundo após a descoberta de uma reserva de fosfato.

A exploração da ilha foi tão exaustiva, que todos os seus os seus recursos naturais se esgotaram. Hoje em dia, Nauru é um dos países mais pobres do mundo e, para sobreviver, recebe refugiados da Austrália em troca de uma compensação monetária. 

Outra estreia é o espectáculo Don’t be Frightened of Turning The Page de Alessandro Sciarroni, criador italiano a quem foi atribuído este ano o Leão de Ouro na Bienal de Veneza pela sua inovadora obra coreográfica. Sciarroni vai estar também a dirigir Na Práctica, juntamente com Rui Pina Coelho e Gustavo Vicente, a Escola de Verão do Festival, destinada a artistas e investigadores.