Poesia no Teatro Às terceiras terças-feiras de cada mês

Publicidade

Depois de em 2018 termos contado com Nuno Moura, João Paulo Esteves da Silva, Paulo da Costa Domingos, manuel a. domingos, Carlos Alberto Machado, Miguel-Manso, Pedro Mexia, Miguel de Carvalho, André Corrêa de Sá, Cláudia Souto, Sílvia Guerra, Helena Vieira, Elisabete Marques, Marta Navarro, m. parissy, Jaime Rocha, Fernando Mora Ramos, José Ricardo Nunes, José Carlos Faria, Pedro Serpa, em 2019 já tivemos o prazer de contar com José Anjos, António de Castro Caeiro, João Paulo Cotrim, Nuno Costa Santos, Nuno Machado, Maria João Lopes Fernandes, Eduardo Pitta, Ana Salomé, Catarina Nunes de Almeida, António Poppe, Margarida Vale de Gato, Luís Carlos Patraquim, Pedro Eiras. Amadeu Baptista é o senhor que se segue, dia 15 de Outubro, terceira terça-feira do mês, pelas 21:30.

Amadeu Baptista (Porto, 1953) é um dos mais premiados poetas portugueses. Estreou-se em 1982 com o livro “As Passagens Secretas”. Desde então, reuniu por duas ocasiões parte da sua obra poética nos volumes “Antecedentes Criminais (Antologia Pessoal 1982-2007)” e “Caudal de Relâmpagos (Antologia Pessoal 1982-2017)”. Além de poesia, publicou livros de literatura para a infância e a ficção “Estrela de Bizâncio” (2010). Representou Portugal em vários encontros internacionais de escritores. Dentre os vários prémios que lhe foram atribuídos, destacam-se o Prémio Teixeira de Pascoaes, em 2004, pela obra “Paixão” (2003), o Prémio Nacional Sebastião da Gama, por “O Bosque Cintilante” (2007), o Prémio Internacional de Poesia Palavra Ibérica, por “Sobre as Imagens” (2008), e o Prémio Nacional de Poesia Natércia Freire, em 2007, atribuído ao livro “Poemas de Caravaggio” (2008).