Banhos Velhos trazem Black Bombaim & João Pais Filipe ao Café Concerto do CCVF

Publicidade

O ciclo de curadoria com promotoras de música de Guimarães que, ao longo deste ano, tem tomado conta do palco do Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor (CCVF) é bem elucidativo da vitalidade da programação musical que as promotoras têm feito na cidade, tal é a diversidade de géneros e também de origens geográficas dos artistas. Depois da actuação de Dälek (Revolve) no passado mês de Outubro, seguem-se os Black Bombaim a 22 de novembro que, neste concerto, contam com a colaboração de João Pais Filipe. É uma escolha dos Banhos Velhos.

Os Black Bombaim são um “power trio” composto por Paulo Senra (bateria), Tojo Rodrigues (baixo), Ricardo Miranda (guitarra), nascido com ADN rock’n’roll e influências psicadélicas, e que foi abrindo o seu universo por conta da crescente colaboração com músicos vindos de campos como a electrónica ou o jazz.

Neste concerto no CCVF, os Black Bombaim contam com a colaboração do artista e performer João Pais Filipe, que junta a sua bateria aos ritmos intensos desta enérgica banda barcelense. O ciclo Musicadoria termina a 14 de Dezembro pelas mãos da Capivara Azul – Associação Cultural que traz pela primeira vez a Portugal Michal Turtle, músico britânico radicado na Suíça, que, nos últimos anos, começou finalmente a ser reconhecido como o homem à frente do seu tempo, fruto da reedição pela editora holandesa Music From Memory de Music From The Living Room (1983) e de outros registos feitos em meados dos anos 1980 e que hoje soam estranhamente contemporâneos. Michal Turtle, percussionista e pianista de formação clássica, para além de compositor e produtor, apresenta um estranho, mas encantador mundo sonoro a cada edição.