Publicidade

A exposição “Visões – o interior do olho humano”, vai estar patente no Átrio de exposições Guilherme Filipe, durante o mês de Fevereiro, no horário regular de funcionamento da Câmara Municipal e, no Multiusos da Cerâmica Arganilense, de 1 de Fevereiro a 25 de Março, no horário de funcionamento das Piscinas Municipais (de 2ª a 6ªfeira, das 10h00 às 20h30 e sábados, das 9h30às 13h30 e das 15h30 às 18h30).

A exposição “Visões” ajuda-nos a ultrapassar a deformação cultural que nos leva a julgar que Arte e Ciência nunca se encontram. Não é verdade. Arte e Ciência têm a mesma missão (criar), recorrem ao mesmo instrumento (talento) e são duas vias de descoberta. A exposição “Visões – o interior do olho humano” exemplifica este encontro perfeito entre Arte e Ciência.

Da responsabilidade do Centro Cirúrgico de Coimbra, esta mostra, reúne um leque de fotografias reais, captadas no interior do olho humano, acabando por se revelar um instrumento de comunicação inovador entre Ciência e Arte. São histórias de sucesso da medicina e da Oftalmologia portuguesa, mas não só, porque a física, a matemática, a arquitectura, a engenharia de estruturas, ou simplesmente, a estética estão presentes e existem, obrigatoriamente, dentro de cada olho humano.

Escolhemos imagens de olhos que falam. Falam da vida que existe nesse interior escondido, do estilo de vida de cada um, do ADN que herdaram ou das lesões que tiveram de enfrentar. São histórias reais que começam a ser contadas num encontro de olhares, testemunhado pela luz. Sem esta interacção entre luz e matéria nada seria visível. Uma e outra permitem-nos aceder ao mundo real e, também ao interior do olho humano.