Entroncamento recebe programa cultural em rede “Caminhos”

Publicidade

A cidade do Entroncamento recebe, no dia 18 de Outubro, sexta-feira, às 21h30m, no Centro Cultural, o programa cultural “Caminhos”, com o espectáculo de música “Mundo Cão”.

“Mundo Cão” é a união entre o rock e a poesia portuguesa de qualidade tornou-se a imagem de marca da banda. Após um período de interregno a banda regressa em 2018, com o disco “Desligado”, “É um regresso ao formato da melodia da canção rock, explorando ambiências mais electrónicas”, que conta com letras de Adolfo Luxúria Canibal, Valter Hugo Mãe e Carlos Conceição.

“Caminhos” é uma iniciativa que tem como objectivo dinamizar turística e culturalmente os treze municípios do Médio Tejo envolvidos neste projecto, com acesso gratuito a toda a programação cultural, durante os três ciclos anuais (Ferro, Água e Pedra), este ano com o seguinte calendário: Caminhos do Ferro de 12 a 14 de Abril; Caminhos da Água de 12 a 14 e 19 a 21 Julho; e Caminhos da Pedra, de 11 a 13 e 18 a 20 Outubro.

Os Caminhos da Pedra, terceiro e último de três ciclos anuais do Caminhos – programa cultural em rede no Médio Tejo – vai ter lugar de 11 a 13 e 18 a 20 de Outubro, em seis municípios da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIM Médio Tejo), com entrada gratuita em todos os espectáculos.

Sobre o Caminhos:

O Caminhos é um projecto que se divide em três ciclos culturais de programação em rede no Médio Tejo, e que envolve 13 municípios. Estreou-se em 2017 com três caminhos a percorrer: os Caminhos do Ferro (Abril), os Caminhos da Água (Julho) e Caminhos da Pedra (Outubro).

O projecto Caminhos surgiu da vontade de 13 municípios em apresentar às suas populações ofertas culturais alternativas, arrojadas e que colocassem o território no mapa artístico e cultural a nível nacional e internacional.

Os grandes objectivos do Caminhos é gerar itinerância de públicos internos, com uma programação cultural diferenciadora, e aumentar o número de visitantes que experienciam, neste período, o território como um todo, como um roteiro turístico e cultural em rede.

Já trouxe ao Médio Tejo alguns dos artistas de maior renome nacional e internacional, com propostas irreverentes e emergentes no panorama actual.

Projecto cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER.