MU.SA recebe exposição “A cor das palavras – Duplas emoções”

Publicidade

A exposição de pintura “A cor das palavras – Duplas emoções”, de Fátima Ramalho, vai estar em exibição no MU.SA – Museu das Artes de Sintra, de 9 de novembro a 15 de Dezembro.

“Sabe-se como o conto e o poema contemporâneos são, por regra, breves peças literárias em que o autor condensa ideias, emoções e enredos na sua relação com o mundo e consigo próprio.

Assim como a pintura, que preenche uma tela, guarda em exíguos quatro lados as suas revelações e segredos.

Fátima Ramalho deixou-se inspirar pelas afinidades de concepção e de tempo destas duas expressões de arte, que alguém já chamou de consanguíneas.

Através da pintura, seu modo de comunicação artística, entrou em cada um dos contos e poemas referenciados nesta exposição e acrescentou-lhes nova dimensão, a da sua própria sensibilidade na interpretação do que lhe diziam as palavras.

O resultado reside em mais um bem conseguido exemplo do diálogo, tantas vezes celebrado, entre a pintura e a escrita, entre a imagem e a palavra, em busca da harmonia entre ambas as formas de arte”, Jorge Arriaga.

Fátima Ramalho tirou, em 1960, o Curso de Pintura Decorativa da Escola de Artes Decorativas de António Arroio. Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian em 1966/67, em Paris, tendo frequentado a Academia Julian e, mais tarde, o Atelier 17, de gravura, de Bill Hayter. Já conta com diversas exposições individuais e colectivas em Portugal, Obra pública e outros trabalhos. A artista está representada nas colecções da Fundação Calouste Gulbenkian e do Palácio Foz e em colecções particulares, tanto em Portugal como no estrangeiro