Festival Viva o Samba

Publicidade

O Projecto Viva o Samba nasce durante o ano de 2015 com o principal objectivo de promover e resgatar as raízes do samba em Lisboa. O projecto assenta na promoção e divulgação do samba nas suas mais diversas heranças e aspectos culturais pelo mundo, e na familiaridade e experiências do samba como vivência de várias culturas e como laboratório de experimentação e partilha musicais que a famosa roda de samba proporciona.

Inspirada nas rodas de samba do Brasil, o Projecto Viva o Samba pretende criar um intercâmbio entre artistas, promovendo a cultura popular através da dança e da música. Unindo gerações na partilha de conhecimento e de tradições. A roda tenta intervir com ideias e valores éticos para uma vida comunitária mais saudável e também para a diminuição do preconceito e do racismo reforçando as potencialidades deste projecto artístico social e de integração.

Faz quatro anos que o Projecto Viva o Samba tem vindo a assumir o seu lugar no coração de Lisboa. Todos os domingos, no espaço Titanic Sur Mer, localizado no Cais do Sodré transforma-se numa paleta do Brasil, com a cor do samba. Ali, centenas de pessoas se reúnem para dançar e cantar em volta da já habitual roda de samba. O palco é o centro da roda, criando uma troca e partilha entre artistas da roda e participantes.

Semanalmente o projecto recebe convidados musicais. Este contexto de partilha e de troca já teve a honra de receber no palco do Viva o Samba alguns importantes nomes da música: Mariza, Tiago Nacarato, Catarina Wallenstein, Escola de Samba de Sesimbra, Pretinho da Serrinha, Moacyr Luz, Vanessa da Mata, Almério, Carla Visi, Luca Argel, Doralyce entre outros e outras.

Devido ao sucesso do projecto surge o Festival Viva o Samba Lisboa, que terá a sua primeira edição nos dias 22, 23 e 24 de Fevereiro de 2019 no Estúdio Time Out e Titanic Sur Mer. Durante os dias do festival iremos receber artistas brasileiros e portugueses, como também aulas de dança para queiram aprofundar e contactar com a cultura e com o ritmo do Samba.

Nesta primeira edição o Festival Viva o Samba convida Xande de Pilares apresentado pela primeira vez em Lisboa, o seu trabalho a solo, conhecido por integrar o grupo Revelação por mais de 20 anos,.

No segundo dia do festival, no dia 23 de Fevereiro, os convidados são João Cavalcannti e e Walmir Borges. João Calvalcannti, o cantor e compositor, representa o samba dos anos 50, foi um dos fundadores do Casuarina, grupo que integrou durante 16 anos e com ele conquistou o título de Melhor Grupo de Samba” na 21º Edição, do Prémio da Música Brasileira.

No último dia do festival, iremos encerrar o festival com o Viva o Samba – Tradição.

O evento contará ainda com a participação de artistas locais que representam a cultura do samba nas suas mais variadas vertentes. Para além de concertos, o evento receberá workshops de dança e percussão e gastronomia. A gastronomia no festival terá um buffet com feijoada e comidas típicas da cultura brasileira com objectivo de criar uma experiência cultural sensorial.

É objectivo promover o intercâmbio de diversas áreas e linguagens artístico-culturais, nomeadamente a música e a dança, promovendo a difusão e a fruição da cultura entre países através da vivência de multiplicidade de experiências artísticas e da partilha de conhecimentos e tradições.

Queremos garantir o intercâmbio cultural entre Brasil e Portugal através da arte, preservando assim as raízes da cultura popular e criar espaço para artistas brasileiros e portugueses, ao gerar novas sonoridades para o mundo lusófono e ampliar e alargar as culturas presentes no samba em Portugal.

O Projecto Viva O Samba, ao longo de seus 4 anos de existência já recebeu mais de 50.000 pessoas de várias nacionalidades, abrangendo uma variada faixas etária desde jovens até os mais velhos e diferentes camadas sociais.

Entendemos que por ser uma manifestação cultural com variadas matrizes no seu ADN, o samba é um espaço para receber sem distinção todos os amantes dessa manifestação cultural centenária que se encontrem em Lisboa. Por isso queremos proporcionar na primeira edição do Festival Viva O Samba um ambiente agradável e familiar onde a cultura, partilha e aprendizagens sejam prioritárias.

O evento terá lugar no Studio Time Out e Titanic SurMer, entre os dias 22 e 24 de Fevereiro.

Vamos sorrir através da cor do samba.