Rancho Folclórico de Torredeita. Fotografia: Mariana Rodrigues
Publicidade

Em 2018, Viseu é a Capital Europeia do Folclore, por isso a agenda do concelho está cheia de eventos relativos à cultura popular. Exemplo disso é a exposição “Aspetos do Nosso Trajar”, que é inaugurada a 24 de Julho. Trata-se de uma colecção de roupas que reflectem o modo de viver das populações de Viseu do século passado.

Esta é uma iniciativa acolhida pela Casa da Ribeira, que, em parceria com o Museu Etnográfico de Silgueiros, pretende relembrar a forma típica de trajar dos viseenses desde o último quarto do século XIX até aos finais da Primeira Grande Guerra.

Reforçar a Cultura do Povo: Vem aí o Europeade

A inauguração da exposição “Aspetos do Nosso Trajar” acontece em vésperas do arranque do Europeade, o festival de folclore europeu que vem a Viseu de 25 a 29 de Julho. Trata-se de um evento que reúne 5 mil participantes de vários países. Juntamente com os ranchos locais, estes grupos vão fazer apresentações de dança em vários pontos da cidade.

Ainda nesse propósito, a Câmara Municipal de Viseu convidou Katty Xiomara a criar uma colecção especial para o Europeade, intitulada “#VISEUFOLK”. Dela fazem parte uma linha de roupa inspirada nos trajes regionais de Viseu, que vai ser estreada em momentos especiais do Europeade. A estilista também concebeu o fardamento dos voluntários do Europeade e o merchandising alusivo ao evento.

É a terceira vez que Portugal recebe o Europeade, sendo que a anfitriã das duas primeiras ocasiões foi a Figueira da Foz.

“Aspetos do Nosso Trajar” é inaugurada às 21 horas na Casa da Ribeira. A exposição conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, do Vereador da Cultura, Jorge Sobrado, e dos presidentes da Federação do Folclore Português, Daniel Café, e da Presidente do Comité International EUROPEADE, Rüdiger Hess.