Publicidade

A arte requer reconhecimento mútuo e, por isso mesmo, ela é a anfitriã da transversalidade por excelência, não só no cruzamento entre as artes todas, como também entre as diversas áreas do conhecimento. A Cabeça entre as Mãos – Ciclo sobre os mistérios do cérebro reúne uma multidão vinda de diversos campos disciplinares – criação artística, filosofia com crianças e neuro ciência. E desse encontro e da inevitável existência dos outros para que possa haver o sujeito, que pretendemos juntos, oferecer aos jovens públicos, o brilho da dimensão comunicacional da vida na arte, na ciência, na razão humana, no plano social e político.

O espectáculo A Bolha foi um convite lançado a jovem companhia Os Possessos, de João Pedro Mamede e Catarina Rolo Salgueiro, dirigido a jovens espectadores. Propusemos a exploração artística sobre um dos temas mais antigos e interessantes que persistentemente ocupam o centro do debate tanto politico e filosófico como da investigação cientifica actuais: a reflexão sobre as configurações da alienação/consciência, servidões/libertação na sociedade contemporânea.

O Pequeno Concerto dos Medos de Sérgio Godinho, criado em conjunto com André Godinho e Filipe Raposo, inspira-se do seu livro infantil O Pequeno Livro dos medos. O que trocamos entre conhecidos e desconhecidos, quando cantamos no concerto do Sérgio uma das suas canções? Afinal já nos conhecíamos uns aos outros? De quem são afinal as canções do Sérgio?

Cá dentro – descobrir o cérebro ocupa o núcleo deste Ciclo. Tomamos em mãos o último livro da editora Planeta Tangerina, Cá dentro – guia para descobrir o cérebro, para o tirarmos para fora de si mesmo e o transformar numa instalação/jogo. Esta instalação desdobra-se num conjunto de propostas: dois espectáculos-performance de pequeno formato, um conjunto diversificado de oficinas e duas formações dirigidas a adultos. A primeira, Formação em diálogo filosófico nas várias infâncias, de Rita Pedro e Dina Mendonça, oferece uma longa incursão nas suas vastas pesquisas sobre infância, sobre o que é pensar e ensinar a pensar. A segunda, a formação Quando o cérebro vai à escola, de Joana Rato e Alexandre Castro Caldas, que propõe abrir vias de comunicação entre a investigação científica em neuro cognição e a escola; uma parceria com a Universidade Católica/Centro de Investigação Interdisciplinar.