Olhão dá boas vindas a 2020 com concerto «From Blue to Blues»

Publicidade

A Orquestra Filarmónica Portuguesa regressa a Olhão para mais um imperdível Concerto de Ano Novo, sob o mote «From Blue to Blues», marcado para 2 de Janeiro, às 21:30 horas, no auditório municipal.

A primeira parte do concerto, dirigido pelo maestro Osvaldo Ferreira, à imagem da melhor tradição vienense de celebração do Ano Novo, será preenchida com algumas das mais emblemáticas obras do século XIX, da autoria de Johann Strauss I, Johann Strauss II e Josef Strauss.

São exemplos paradigmáticos as valsas «Danúbio Azul», «Vozes da Primavera», «Ondas do Danúbio», «Valsa do Imperador» e a «Marcha Radetzky», entre muitas outras obras que serão apresentadas num ambiente alegre, festivo e de celebração.

Na segunda parte, a Orquestra Filarmónica Portuguesa interpretará obras de compositores norte-americanos, como George Gershwin, Leonard Bernstein ou Cole Porter.

Osvaldo Ferreira é o director artístico da Orquestra Filarmónica Portuguesa e da Sociedade de Concertos de Brasília.

Em Portugal, foi director artístico da Orquestra do Algarve e do Festival Internacional de Música do Algarve e ainda director e administrador do Teatro Municipal do Faro, mas tem um currículo extenso com trabalho à frente de mais de uma dezena de orquestras internacionais.

O seu percurso inclui mais de 600 concertos, cerca de 70 apresentações de ópera e bailado e a direcção integral das Missas e do Requiem de Mozart.

Fundada em maio de 2016 por Osvaldo Ferreira e Augusto Trindade, a Orquestra Filarmónica Portuguesa rapidamente captou a atenção do meio musical e artístico português, sendo já amplamente reconhecida, pelo público e pela crítica, como “uma das melhores orquestras sinfónicas nacionais”.

O elevado padrão de exigência impresso desde a sua génese, levam-na a integrar um conjunto de músicos de elevado nível técnico e artístico, como sejam artistas premiados em concursos nacionais e internacionais, ex-integrantes da Orquestra Jovem da União Europeia e músicos estrangeiros residentes em Portugal.